Anvisa concede registro definitivo da vacina da Pfizer

A vacina poderá ser usada no Brasil, mas o governo ainda finalizou as negociações com a farmacêutica

Por Plox

23/02/2021 13h31 - Atualizado há 7 dias

A vacina contra o novo coronavírus da farmacêutica Pfizer recebeu o registro definitivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A agência reguladora divulgou através de comunicado que o imunizante teve segurança, qualidade e eficácia atestados.
 

A farmacêutica norte-americana recebeu o primeiro registro de uma vacina contra a Covid-19 para uso amplo em toda América do Sul.

De acordo com a empresa, os testes clínicos de sua vacina no Brasil contou com 2,9 mil voluntários. Já no mundo todo, a Pfizer teve 44 mil pessoas como voluntários, distribuídos em 150 centros de seis países diferentes.

 

A terceira e última fase dos testes da vacina teve resultado de 95% de eficácia, afirma a empresa. Os resultados foram divulgados em novembro do ano passado. 

Foto: Divulgação

 

Atualmente o Brasil está vacinando a população com as vacinas de Oxford, parceria com a AstraZeneca e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e do Instituto Butantan, fabricada em parceria com a Sinovac. Ambas tiveram uso emergencial autorizado.
 

A Universidade de Oxford já realizou o pedido de registro da vacina que ainda está em análise. A Anvisa tem um prazo de 60 dias para dar o retorno. O processo já tem 25 dias.
 

Representantes da Pfizer se encontraram com Jair Bolsonaro (sem partido) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), para tratar da compra do imunizante para aplicação no Brasil. No entanto, os representantes da farmacêutica disseram que não aceitam as exigências impostas pelo governo Bolsonaro para a compra das vacinas contra a Covid-19.
 

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021