Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    43% das brasileiras são contra a obrigatoriedade da vacina da covid em crianças, diz estudo

    Vacinação infantil contra a covid-19, começou no Brasil em janeiro deste ano

    Por Plox

    23/02/2022 12h49 - Atualizado há 4 meses

    A vacinação para crianças contra a covid-19, começou no Brasil em janeiro deste ano e não é um consenso entre os pais: há quem comemore quando seu filho ou outra criança da família é vacinada, já outros se mostram reticentes quanto a essa decisão. E conforme constatou o Trocando Fraldas em seu mais recente estudo, 43% das brasileiras são contra a obrigatoriedade da vacinação da covid-19 em crianças.

    Os dados por estado demonstram que o Piauí é o estado em que mais participantes são a favor da imunização em crianças, com 64%. Seguido de Paraná e São Paulo, com 63% das entrevistadas. No Rio de Janeiro, 59% são a favor desta obrigatoriedade de imunização. Já em Santa Catarina o percentual cai para 45% das entrevistadas a favor da obrigatoriedade de vacinação contra covid 19 em crianças. 

    Foto: Divulgação

     

    Ainda, o estudo identificou que 24% das brasileiras não dão ou dariam a vacina a seus filhos, contra 37% que o fariam, seja qual for a idade da criança. Quando se trata de crianças com idade acima de dois anos, o percentual das que vacinaram ou vacinariam seus filhos é baixo, apenas 6%. Por outro lado, quando os dados se relacionam a vacinar crianças acima dos 5 anos, o número salta para 16%.  

    São Paulo é o estado com o maior percentual de mães que imunizaram e/ou imunizariam seus filhos, com 82%. No Rio Grande do Sul e em Minas Gerais, 79% e 78%, respectivamente, vacinariam suas crianças. Já no Distrito Federal e no Rio de Janeiro, pelo menos 75% imunizaram seus filhos. Enquanto Roraima, é o estado com o menor percentual de vacinas, com 61% das entrevistadas.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]