Moro diz que indicação para STF seria como 'ganhar na loteria'

23/04/2019 22:53

Ministro destacou que chegar ao STF não é tarefa das mais fáceis e afirmou que o "objetivo é apenas fazer o meu trabalho"

Publicidade

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, revelou que uma indicação para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) é praticamente uma "loteria". Ele está em Lisboa, Portugal, participando de um evento da área jurídica.

Ele foi entrevistado nessa terça-feira, 23 de abril, pelo jornal português 'Expresso'. Na reportagem intitulada “Deixar a magistratura é um caminho sem volta”, Moro afirmou que uma possível indicação para ocupar uma vaga na Corte, “seria como ganhar na loteria”. 

O ministro contou sua trajetória até chegar ao cargo em que ocupa hoje no governo Bolsonaro e destacou que chegar ao STF não é tarefa das mais fáceis e afirmou que o "objetivo é apenas fazer o meu trabalho".

Ministro Sérgio Moro- Foto: Agência Brasil

Ministro Sérgio Moro revelou desejo de se tornar ministro no STF - Foto: Agência Brasil

 

Moro comentou o fato de ter abrido mão da função de juiz para assumir a Justiça e Segurança, esclarecendo que em seus 22 anos de magistratura atuou em variados casos envolvendo organizações criminosas, chefes de tráfico de drogas, de tráfico de armas. Para ele, ser ministro foi uma etapa imprescindível.

“Senti que ser ministro era um passo necessário na linha de que precisávamos conservar os avanços que tínhamos ganho e também caminhar para a frente”, declarou, fazendo uma clara referência ao combate à criminalidade.

O ex-juiz confidenciou: “Na verdade, deixar a magistratura é um peso. Não sei o que se passa em Portugal, mas no Brasil este é um caminho sem volta. Eu não poderei retornar à carreira da magistratura”, afirmou o ministro.

Atualizada às 9h49



Publicidade