Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Mulher é sequestrada, mantida em cárcere privado e tem rosto tatuado com nome do ex-namorado

    Em relatos a polícia, ela disse que no dia estava sendo ameaçada e torturada

    Por Plox

    23/05/2022 18h35 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Na última semana, a jovem Thayane Caldas, de 18 anos, foi sequestrada pelo ex-namorado e teve seu rosto tatuado com o nome dele. O fato aconteceu na cidade de Taubaté, em São Paulo.

    Em entrevista a Rede Globo, Thayane relatou que estava indo para seu curso quando foi abordada e foi obrigada a entrar no carro de Gabriel Henrique Alves Coelho, seu ex-companheiro. Em seguida, ela foi levada para a casa de Gabriel e mantida em cárcere privado e ainda teve seu rosto tatuado. 

    “Quando eu olhei, não era mais eu, não sou eu com isso aqui. Para mim, ele me matou por dentro, acabou comigo com uma forma de me marcar e dizer que eu sou propriedade dele”, conta a vítima.

     

    Foto: Reprodução/ TV

     

    Thayane ainda contou que começou o relacionamento com 16 anos e que no início era tranquilo, mas, com o passar dos meses, ele começou a mudar o comportamento e exigir que ela não andasse mais com alguns amigos e mudasse até a roupa em que estava vestindo.

    Com o passar do tempo, Thayane teve seus seios e sua virilha tatuadas com o nome de Gabriel, na época, ela fez um vídeo no qual dizia estar deixando ser tatuada. Em relatos a polícia, ela disse que no dia estava sendo ameaçada e torturada.

     

    Foto: Reprodução/ TV

     

    Pouco antes desse período, os dois já tinham se separado uma vez e, quando voltaram, resolveram morar juntos e tudo voltou a acontecer. Na entrevista a TV, Thayane contou que ela estava amarrada e sendo agredida e implorou para que o homem não fizesse a tatuagem. 

    “Logo depois das agressões, ele amarrou os meus dois braços e falou que ia tatuar meu rosto. Eu chorei, implorei. Eu pedi para ele não fazer isso porque ia destruir a minha vida e ela disse que faria mesmo assim. E enquanto eu gritava, ele me batia. Eu só vi a tatuagem pronta depois e só conseguia chorar”, conta.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]