Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Minas Gerais bate marca histórica em operação de energia solar

    Meta para o fim deste ano foi superada, alcançando 2 gigawatts, valor previsto apenas para o fim de 2022

    Por Plox

    23/11/2021 16h55 - Atualizado há 7 dias

    Minas Gerais alcançou a marca histórica de 2 gigawatts (GW) em operação da fonte solar. O somatório dos valores de geração centralizada (631,16 megawatts) e distribuída (1.384,21 megawatts) correspondem à energia solar fotovoltaica gerada por grandes usinas, parques solares e também por painéis solares em residências e condomínios, respectivamente. 

    Foto: Imprensa MG

     

    A meta do Governo do Estado para o fim deste ano, que era de 1,75 gigawatts, foi superada, alcançando o valor que estava previsto apenas para o fim de 2022. Do total de 853 municípios mineiros, mais de 99% têm geração distribuída de fonte solar fotovoltaica. Já a geração centralizada, que envolve grandes cargas, como aquelas em parques solares e usinas, está concentrada na região Norte do estado.

    Minas Gerais é o primeiro estado do Brasil a atingir essa capacidade de operação de um tipo de energia limpa, barata e renovável. 

    De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, Minas tem grande potencial para geração de energia fotovoltaica não só pela incidência de luz solar em boa parte do território, mas também porque oferece benefícios fiscais e licenciamento ambiental simplificado para instalação de empreendimentos.

    “A capacidade instalada de energia solar reforça o potencial mineiro de liderar a produção de energia solar no país, representando mais de 18% do total nacional. A geração de 2 gigawatts é uma conquista desta gestão, por meio do planejamento estratégico do Sol de Minas, projeto que tinha a meta de alcançar esse valor no fim de 2022. Batemos a meta final com 12 meses de antecedência”, destaca. 

    Fonte: Agência Minas
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]