Ipatinga: Polícia Militar forma 130 novos sargentos

O CEFS tem como objetivo qualificar militares para exercerem as atribuições do cargo de sargento

Por Plox

24/03/2023 15h52 - Atualizado há cerca de 1 ano

A 12ª Região de Polícia Militar (RPM) celebrou nesta sexta-feira (24), a formatura do Curso Especial de Formação de Sargentos (CEFS-III), com a participação de 130 formandos. O evento ocorreu em Ipatinga, Minas Gerais. Os militares, que já fazem parte das sete unidades operacionais da RPM, responsável por 97 municípios, passaram cinco meses em treinamento, mesclando teoria e prática. 

Foto: divulgação/ PM

 

A solenidade foi presidida pelo Coronel Rodrigo de Faria Mendes, comandante da 8ª RPM, acompanhado de autoridades militares e civis. O CEFS tem como objetivo qualificar militares para exercerem as atribuições do cargo de sargento. Segundo o Coronel Faria, os sargentos foram capacitados para atuarem como gestores da instituição, gerenciando recursos humanos e logísticos, e apresentando melhores resultados à sociedade.

Foto: divulgação/ PM

 

O momento mais esperado da cerimônia foi a aposição das divisas pelos padrinhos e madrinhas dos formandos. A oradora da turma, 3º Sargento Viviane, destacou a importância da renovação dos conhecimentos técnicos e práticos e como os novos sargentos estão mais capacitados para exercer suas atribuições.

“O curso faz uma renovação dos nossos conhecimentos, tanto técnicos quanto práticos, isso é relevante. Estamos muito mais capacitados. Após a formatura vamos retornar para nossas unidades de origem, e a partir daí já exerceremos, ainda melhores, as nossas novas atribuições”

Foto: divulgação/ PM

 

Outro momento marcante foi o compromisso regulamentar à bandeira, onde os formandos juraram dedicar-se inteiramente ao serviço policial militar, mesmo com o sacrifício da própria vida. Com essa formatura, a segurança na região se fortalece, e os novos sargentos estão prontos para enfrentar os desafios de suas carreiras.

 

O PLOX agora tem comunidades no WhatsApp. Clique aqui e escolha a sua:

 

O Coronel Faria explica a dinâmica do curso, e como esses novos sargentos devem se portar diante dos desafios na carreira. “Os nossos sargentos foram qualificados, capacitados e treinados para desenvolver, principalmente, a função de gestores da instituição. A sociedade agora, recebe novamente esses profissionais, mais capacitados para servir, bem, o povo mineiro.  Esses militares já estavam na instituição, e depois que alcançaram um determinado tempo de serviço, foram inseridos no curso. Eles deixam de fazer o serviço de executores na ponta da linha, e agora se aproveitam de todo o conhecimento adquirido para fazer o papel de gestores do recurso humano, bem como dos recursos logísticos, tudo para apresentar os melhores resultados para sociedade de bem, que quer viver em cidades protegidas, principalmente, pelo aparelhamento policial”.

Destaques