Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Moro afirma que Bolsonaro queria privilégios da Polícia Federal 

    Ex-ministro expôs diversas situações que aconteceram para a sua saída

    Por Plox

    24/04/2020 15h45 - Atualizado há cerca de 2 anos

    Durante a coletiva de imprensa nesta sexta-feira (24), Sergio Moro, para confirmar sua saída do cargo, o ex-ministro da Justiça e Segurança Social afirmou que o presidente Jair Bolsonaro queria informações privilegiadas da Polícia Federal.

    Moro disse que foram ventilados nomes para assumir a PF e entre eles, “foi ventilado o nome de um delegado, que passou mais tempo no congresso que na ativa”, declarou.

     

    Moro-2Foto: reprodução/Youtube
     

    Moro criticou Bolsonaro dizendo que ele queria ter informações sobre relatórios da inteligência da Polícia Federal.

    “O presidente [Bolsonaro] me disse mais de uma vez, expressamente, que queria ter uma pessoa do contato pessoal dele, que ele pudesse ligar, que ele pudesse colher informações, que ele pudesse colher relatórios de inteligência, seja o diretor, seja o superintendente, e realmente não é o papel da Polícia Federal”, disse.

    Sergio Moro disse ainda que as investigações devem ser preservadas na Polícia Federal.

    “As investigações têm que ser preservadas. Imaginem se durante a própria Lava-Jato o ministro, o diretor-geral, o presidente, a então presidente Dilma, ou o ex-presidente Luiz[Lula], ficassem ligando para o superintendente em Curitiba, para colher informações sobre as investigações em andamento. A autonomia da Polícia Federal, com respeito a autonomia da lei, seja a quem for”, afirmou Sergio Moro.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]