Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Coronel Fabriciano: jovem é morto com tiro no peito em festa

    Seguem as buscas para encontrar os envolvidos no crime

    Por Plox

    24/04/2022 13h37 - Atualizado há 2 meses

    Na madrugada deste domingo (24), um jovem de 23 anos morreu após ser atingido por um disparo de arma de fogo, em uma festa, na rua Porto Rico, no bairro Santa Cruz, em Coronel Fabriciano, Minas Gerais. Ele foi atingido no peito e não resistiu.

    Os policiais foram informados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), alegando que foram acionados para atender uma vítima de disparo de arma de fogo. Os policiais então foram até o local indicado.

    Ao chegarem, constataram que Gustavo Penha estava caído ao solo em decúbito dorsal, aparentando estar sem os sinais vitais, com ferimento na altura do peito. O Samu chegou no local e confirmou o óbito.

    Um homem disse aos policiais que o terraço de sua casa foi alugado para uma comemoração de aniversário de um indivíduo, morador do bairro Córrego Alto, e que o indivíduo tinha uma lista de quem pagou a entrada. No local havia cerca de 60 pessoas.

    O homem afirmou que a festa começou por volta das 21h, e aproveitou o evento para vender doses de bebida alcoólica. Por volta das 2h40 ocorreu uma confusão e Gustavo foi atingido por um disparo de arma de fogo e viu várias pessoas correndo. Ele afirmou não conhecer Gustavo e não saber informar se o disparo aconteceu na festa ou teria vindo da rua.  

    Uma testemunha relatou aos militares que estava na parte de baixo da casa e teria ouvido um disparo e várias pessoas correndo do local. Diante dos fatos e da falta de pessoas no local, os militares iniciaram as diligências em busca do indivíduo que teria alugado o terraço.

    A perícia da Polícia Civil compareceu ao local, tendo atestado que Gustavo foi baleado no terraço e que no local havia poças de água, provavelmente devido a tentarem limpar, pois haviam vestígios de sangue em diversas partes do terraço, além de vestígios na entrada da garagem.

    Gustavo foi atingido por um disparo de arma de fogo, de calibre ainda não identificado, em parte do pescoço, atingindo também o peito. Conforme a perícia, o disparo teria sido feito, aparentemente, de cima para baixo, tendo Gustavo caminhado ou sido carregado até a rua. Após os trabalhos de praxe, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

    Diante dos fatos, o dono do terraço foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para demais explicações, suspeito de ter alterado a cena do crime. Uma irmã de Gustavo disse que ele informou que iria em um baile funk no bairro Santa Cruz e que ela não sabia quem seria o responsável pelo evento. Seguem as diligências para localizar os envolvidos no crime.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]