Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Suspeito de participar de duplo homicídio é morto na região do Vale do Aço

    José Viana era suspeito de participar da morte de dois rapazes, em março deste ano

    Por Plox

    24/04/2022 11h07 - Atualizado há 2 meses

    Nesse sábado (23), José Viana Silva Neto, de 25 anos, mais conhecido como Vianinha, foi morto com diversos tiros no povoado de Mundo Novo, distrito de Marliéria, na região do Vale do Aço, Minas Gerais. Ele era suspeito de participar de um homicídio em março deste ano.

    A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local. Ao chegarem, os militares verificaram que o corpo de Vianinha estava caído ao solo, já coberto com um lençol. Um capacete foi entregue aos militares, sendo que ele estava perfurado com o que seriam marcas de disparos de arma de fogo, além de um projétil alojado no mesmo capacete.

    José Viana foi morto a tiros. Foto: reprodução/ WhatsApp

     

    Testemunhas relataram aos policiais que Vianinha estava sumido desde o dia em que Raul, colega dele, foi morto em Timóteo e reapareceu há poucos, na residência de sua avó. Ele e Raul eram suspeitos de um duplo homicídio, de dois rapazes, no dia 1º de março deste ano. Raul Souza Diniz foi morto no dia 18 de março, no bairro João XXIII, em Timóteo-MG.

    Populares disseram aos militares que Vianinha havia saído bem cedo de casa, em sua motocicleta, e se deslocado até o Parque Estadual do Rio Doce (PERD), onde iria se encontrar com um homem, para seguirem até cava Grande, onde iriam comprar algumas coisas no comércio.

    Ao retornarem, Vianinha chegou em frente a casa da avó e pediu para o amigo entregar os produtos para sua mãe. Quando o homem entrou, ele e os parentes da vítima ouviram vários disparos de arma de fogo. Ao verificarem o que aconteceu, viram Vianinha caído ao solo. Uma testemunha afirmou ter visto um Fiat Uno, de cor branca, saindo do local.

    Foto: reprodução/ WhatsApp

     

    Consta no boletim de ocorrência que a esposa de José Viana, retirou o capacete de sua cabeça, ele ainda estava vivo, porém, não resistiu aos ferimentos, morrendo no local. A perícia da Polícia Civil foi acionada. Foram recolhidos três munições calibre.32 intactas, 15 cartuchos calibre.9mm deflagrados no chão, um projétil 9mm junto ao corpo.

    Além disso, foram recolhidos pela polícia militar, o capacete que a vítima usava no momento do crime e um cartucho calibre.9mm deflagrado, localizado no interior do capacete. Após os trabalhos de praxe, o corpo foi removido pela funerária de plantão.

    Por falta de licenciamento, a motocicleta utilizada por Vianinha foi apreendida e encaminhada ao pátio credenciado. Os policiais foram informados que José Viana teria recebido mensagens de um indivíduo, que dizia ter sido o autor do homicídio de Raul e que Vianinha seria o próximo.

    A Polícia Militar informou que seguem as diligências para levantar mais informações do crime e encontrar o(s) autor(es) do homicídio.


    Morte de cabeleireira

    Vianinha também era suspeito de matar a cabeleireira Mariza Gonçalves Fialho, de 33 anos, em 2015. O mandante do crime seria Maurílio Bretas, marido de Mariza na época, e o autor dos disparos seria Vianinha.

    Vianinha estava na garupa de uma motocicleta, conduzida por um adolescente de 17 anos, e o veículo seria de Maurílio. O crime aconteceu na Ponte Mauá e chocou a região.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]