A essencialidade do cão-guia para a inclusão de deficientes visuais

Cães treinados promovem autonomia e segurança no dia a dia

Por Plox

24/04/2024 11h52 - Atualizado há cerca de 2 meses

No âmbito do 'Dia Internacional do Cão-Guia', comemorado em 24 de abril, destaca-se a crucial contribuição desses animais na promoção da independência de pessoas com deficiência visual. Os cães-guia são treinados para oferecer não apenas suporte físico, mas também emocional, elevando a confiança e a autoestima de seus donos.

Foto: Pixabay

O processo de treinamento dos cães-guia é complexo e inicia-se desde a fase de filhote. Segundo Marina Meireles, médica veterinária especialista em comportamento animal, esses cães são escolhidos com base em atributos como temperamento, inteligência e capacidade de obediência. "Eles aprendem a executar uma gama de comandos essenciais para a navegação segura em ambientes urbanos, como caminhar em linha reta, desviar de obstáculos e compreender sinais de trânsito", explica a profissional. Após o treinamento, uma meticulosa seleção é feita para parear cada cão com um usuário, levando em conta características como estilo de vida e preferências pessoais.

Além de seguir comandos básicos, os cães são capacitados para tomar decisões que assegurem a integridade física de seus tutores, como determinar o momento seguro para cruzar uma rua. Essa independência é vital para a mobilidade e inclusão das pessoas com deficiência visual em diversas atividades sociais.

É importante que a sociedade respeite o trabalho dos cães-guia, evitando distrações como carinho ou alimentação não solicitados enquanto estão em serviço. "Interferir na atenção do cão pode comprometer sua capacidade de guiar de forma segura", alerta Meireles.

Quando os cães-guia se aposentam, geralmente entre oito e dez anos de idade ou devido a problemas de saúde, eles podem ser adotados ou integrados em programas de reabilitação. Em alguns casos, o tutor pode optar por manter o cão aposentado enquanto um novo cão-guia é introduzido, requerendo uma adaptação para que ambos os animais coexistam harmoniosamente.

O papel do cão-guia transcende a assistência física, desempenhando um papel fundamental na quebra de estereótipos e na integração plena das pessoas com deficiência visual na sociedade.

Destaques