Ipatinga Futebol Clube: 21 anos de muita luta, raça e glórias

24/05/2019 10:22

Nesta semana o Tigre completou 21 anos de história

Publicidade

Nesta semana, mais precisamente na terça-feira (21), o Ipatinga Futebol Clube completou 21 anos de fundação. O Tigre de Aço, um dos principais clubes do interior do Estado de Minas Gerais, apesar da pouca idade, já vivenciou momentos gloriosos em sua história. Acessos, títulos e jogos memoráveis, como vitórias no Maracanã.

Foto: Marcelo Augusto / PLOXWhatsApp-Image-2017-10-28-at-19.03

Foi em 2005 que o Ipatinga alcançou seu principal troféu, o de campeão Mineiro, contra o Cruzeiro, no Mineirão. A equipe era treinada por Ney Franco, hoje treinador da Chapecoense-SC. Naquela ocasião, o Tigre, que ainda não era muito conhecido, foi gigante e abriu logo 2x0 contra o Cruzeiro, que na época era o grande favorito, após um empate em 1x1 no Ipatingão. Quiseram os deuses do futebol, que o pequeno e jovem time do Vale do Aço conquistasse o título e começasse a participar de momentos históricos a nível nacional.

ReproduçãoIPATINGA (1)

Depois de 2005, no ano seguinte novamente uma final contra o Cruzeiro, mas desta vez o Tigre ficou com o vice. Ainda neste ano as semifinais da Copa do Brasil, passando por Santos, Botafogo, Náutico, entre outros grandes clubes.

Neste vídeo, o PLOX reuniu depoimentos de jogadores e treinadores que marcaram história no clube ao longo desses 21 anos. Nomes como o de Rodrigo Posso, goleiro ídolo do Tigre e com maior números de jogos; Alessandro, maior artilheiro do clube. Ney Franco, treinador campeão Mineiro em 2005 e Emerson Ávila, treinador que conquistou o acesso à Série A do Brasileiro. 

O início

No início de 1998, o empresário Itair Machado, ex-atleta de Atlético e Cruzeiro, e hoje vice-presidente de futebol da Raposa, e até então patrocinador do Social, de Coronel Fabriciano, criou o Projeto Ipatinga Futebol Clube, para a formação de uma equipe profissional na cidade de Ipatinga, também no Vale do Aço.

Juntamente com Gercy Mathias, até então presidente do Novo Cruzeiro Futebol Clube, e Cosme Mattos, um antigo desportista da cidade, com o apoio de Rinaldo Campos Soares, presidente do Sistema Usiminas naquela época, Ronaldo Monteiro de Souza, presidente do Usisaúde e Francisco Carlos Chico Ferramenta Delfino, prefeito de Ipatinga, o projeto nasceu grande e ousado.

A agremiação foi registrada na Federação Mineira de Futebol e, no dia 21 de maio de 1998, a FMF efetuou a concessão do registro de clube profissional, passando a se chamar Ipatinga Futebol Clube, o qual recebeu o nome e cores da cidade.

Série A

Em 2007, o Ipatinga conseguiu o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro de forma antecipada, após vitória em casa sobre o Marília. Terminou a temporada conquistando o vice-campeonato da Série B após golear a equipe do Paulista de Jundiaí 5x2 fora de casa. A equipe era campeã até os 47 minutos do segundo tempo de um jogo em que o rebaixado Santa Cruz esteve vencendo o Coritiba por 2x1. A virada da equipe paranaense por 3x2, no final da partida, roubou de forma dramática o título ipatinguense.
 



Publicidade