Programa Produtor de Águas e Florestas é lançado em Belo Oriente

24/05/2019 12:12

O especialista em Recursos Hídricos da Agência Nacional das Águas explica sobre o programa Produtor de Águas e Florestas

Publicidade

Foi lançado nessa quinta-feira, 23, pela Prefeitura de Belo Oriente através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, programa “Produtor de Águas e Florestas”. O evento de lançamento ocorreu no salão de eventos das Obras Sociais, Centro.

O lançamento contou com a presença de secretários municipais, vereadores, e representantes da Agência Nacional das Águas, EMATER, CODEMA, Cenibra, associações e da sociedade civil. Os alunos das escolas municipais José Lagares de Lima e Francisco Gonçalves de Britto também participaram do evento. No início da solenidade, alunos da Escola Municipal José Lagares de Lima, cantaram o hino de Belo Oriente.

Um dos momentos do lançamento do program foi a visita a área de proteção ambiental existente em Belo Oriente (Foto: divulgação)

Um dos momentos do lançamento do programa foi a visita a área de proteção ambiental existente em Belo Oriente. (Foto: divulgação)

Após a abertura, o representante da Agência Nacional das Águas (ANA), o especialista em Recursos Hídricos, Rossini Ferreira Matos Sena, apresentou programa para o público presente e explicou o papel da ANA na parceria com a Administração Municipal.

“O programa Produtor de Água é um projeto de pagamentos de serviços ambientais e visa a melhoria da produção, e o aumento e qualidade da água. Uma forma de incentivar os produtores rurais  a colaborarem na diminuição do assoreamento”, explica Rossini

O especialista em Recursos Hidrícos da Agência Nacional das Águas explica sobre o programa Produtor de Águas e Florestas (Foto: divulgação)

O especialista em Recursos Hídricos da Agência Nacional das Águas explica sobre o programa Produtor de Águas e Florestas. (Foto: divulgação)

O especialista em Recursos Hídricos da Agência Nacional, também fala da importância do inicio deste projeto em Belo Oriente. “Primeiro, queria parabenizar a equipe de Belo Oriente por enviar o projeto que foi contemplado pelo edital da ANA, que vai colocar cerca de R$ 1 milhão e esse recurso vai servir para cercamento de nascentes e áreas de proteção permanente e significa menor assoreamento (nos locais) e Belo Oriente vai ter no futuro uma garantia de uma água farta, principalmente na época das secas”, destaca Rossini Ferreira.



Publicidade