Chuvas no Rio Grande do Sul afetam lojas de calçados em Belo Horizonte

Polo gaúcho de calçados sofre com catástrofe climática, impactando mercado nacional

Por Plox

24/05/2024 16h27 - Atualizado há 24 dias

As intensas chuvas que assolam o Rio Grande do Sul têm causado uma série de problemas que vão além do estado, afetando o setor calçadista em diversas regiões do Brasil, incluindo Minas Gerais. As lojas de calçados em Belo Horizonte sentem os reflexos de uma cadeia produtiva que enfrenta grandes dificuldades devido à destruição provocada pelo clima.

Foto: Pixabay/Reprodução

Importância do polo gaúcho

O Rio Grande do Sul é um dos principais polos do mercado calçadista brasileiro, responsável por um quarto da produção nacional. Em 2023, o estado produziu 206,6 mil pares de calçados, enquanto Minas Gerais produziu 124,2 mil, conforme dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). O impacto das chuvas no Rio Grande do Sul é significativo, com 48% das empresas do setor afetadas de alguma forma.

Efeitos na cadeia produtiva

Luiz Barcelos, presidente do Sindicalçados MG e proprietário das lojas Luiza Barcelos, descreve o impacto na cadeia produtiva: "No meu caso, 100% dos fornecedores, como de couro e palmilhas, são do Rio Grande do Sul. Vamos supor que uma fábrica que faz palmilha não teve um problema diretamente, mas 50% dos funcionários foram afetados e não trabalharam por duas, três semanas. A cadeia brasileira como um todo, não só de Minas, será muito afetada. Estamos tentando repactuar com os clientes atrasos na produção, porque não queremos perder faturamento. Nas últimas duas semanas, perdemos 30% da produção. Temos que ajudar”.

Joana Mourão, sócia das lojas Equipage em BH, reforça a necessidade de empatia: "Nossa filosofia é estar juntos. Podem entregar com atraso, não tem problema. Cada fornecedor terá uma demanda, uma peculiaridade, e será olhado com cuidado. Vamos ter muito coração neste momento, porque não podemos ver só com olhar de empresa”.

Projeções para o mercado

Embora as lojas de Belo Horizonte estejam temporariamente abastecidas com o estoque do Dia das Mães, existe a preocupação de que as opções disponíveis possam ser reduzidas nos próximos meses. No entanto, a Abicalçados prevê que não haverá problemas significativos de abastecimento. Haroldo Ferreira, presidente-executivo da entidade, afirma: “Mais de 50 marcas gaúchas estiveram na BFSHOW, em São Paulo, e tiveram um start bastante positivo para as vendas de Primavera-Verão. A capacidade de abastecimento está garantida pelas fábricas do Estado”.

Campanha de ajuda

Para apoiar a reconstrução do polo calçadista gaúcho, a Abicalçados e outras entidades do setor lançaram a campanha Movimento Próximos Passos RS. As doações podem ser feitas através das seguintes formas:

  • Via depósito nacional: Banco do Brasil, Agência: 0314-X, Conta corrente: 39761-X
  • Via Pix: [email protected]
  • Via depósito internacional*: Banco do Brasil (001), IBAN: BR9600000000003140000397610C1, SWIFT: BRASBRRJCTA

*As doações internacionais devem incluir o motivo "Ajuda Enchentes RS May 2024".

Destaques