Guerra do tráfico resulta em chacina durante festa infantil em Ribeirão das Neves

Seis pessoas foram baleadas e duas crianças morreram em ataque ligado ao tráfico de drogas na Grande BH

Por Plox

24/05/2024 07h35 - Atualizado há 28 dias

Uma festa infantil transformou-se em um cenário de terror na noite desta quinta-feira (23) em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. Seis pessoas foram baleadas, resultando na morte de duas crianças e um homem. As vítimas fatais foram identificadas como Heitor Felipe Moreira de Oliveira, de 9 anos, Laysa Emanuele Pereira de Oliveira, de 11, e Filipe Junior Moreira Lima, de 26. A tragédia está relacionada à guerra do tráfico de drogas na região de Vespasiano.

Redes sociais Reprodução 

Contexto do ataque

Segundo informações da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), o ataque ocorreu em um sítio onde a família comemorava o aniversário de Heitor. O capitão Arley Santos explicou: "Uma guerra que estaria acontecendo na região do Morro Alto, em Vespasiano. Uma das partes estava comemorando o aniversário da criança dele quando esses autores entraram no sítio e atiraram contra várias pessoas".

Vítimas e sobreviventes

Heitor Felipe Moreira de Oliveira, o aniversariante, era jogador das categorias de base de futebol e já havia treinado no Atlético. Além dele, morreram seu pai, Filipe Junior Moreira Lima, e sua prima, Laysa Emanuele Pereira de Oliveira. Outras três pessoas da família também foram baleadas: uma mulher de 42 anos, que está internada em estado grave no Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte; uma adolescente de 13 anos; e um jovem de 19 anos.

Prisão de um dos suspeitos

Um dos suspeitos, de 24 anos, foi preso em flagrante após dar entrada baleado na UPA JK em Contagem. Ainda não está claro se ele foi atingido pelo outro criminoso ou durante uma luta corporal com uma das mulheres baleadas. O capitão Arley Santos relatou: "A viatura foi ao hospital averiguar as informações e ele foi reconhecido como sendo um dos que efetuou os disparos. Alguns dizem que houve troca de tiros e outros que ele foi atingido pelo próprio comparsa". O outro atirador já foi identificado e está sendo procurado, e a polícia investiga a possível participação de outros criminosos na ação.

Impacto na comunidade escolar

Em resposta ao ocorrido, a escola onde Laysa estudava, em Vespasiano, suspendeu as aulas nesta sexta-feira (24). Estudantes da escola manifestaram luto e homenagens nas redes sociais, refletindo a comoção e o impacto do crime na comunidade local.

Destaques