Ipatinga inaugura o CATA: novo centro para acolhimento temporário e adoção de animais

Novo espaço oferece cuidado integral para cães e gatos abandonados e facilita adoção no bairro Cidade Nobre

Por Plox

24/05/2024 08h53 - Atualizado há 20 dias

Nesta quinta-feira (23), foi inaugurado o CATA (Centro de Acolhimento Temporário e Adoção) em Ipatinga, localizado no bairro Cidade Nobre. Este novo centro é um marco significativo para a cidade, oferecendo um abrigo temporário para cães e gatos que necessitam de acolhimento e tratamento.

Foto: Plox


Atendimento integral aos animais
O CATA é dedicado a proporcionar cuidados abrangentes aos animais resgatados, incluindo castração, vacinação e tratamento de feridas. Este processo garante uma recuperação adequada dos animais antes de serem disponibilizados para adoção.
Além disso, o centro serve como um ponto de adoção, onde a comunidade pode visitar para escolher e adotar animais. As pessoas também podem levar cães e gatos encontrados em situação de rua para receberem os cuidados necessários no centro.


Controle populacional e tratamento
Os animais acolhidos no CATA passam por um processo de castração e são microchipados, o que facilita o controle populacional de cães e gatos de rua em Ipatinga. Durante o período de tratamento, os animais recebem todas as vacinas e cuidados necessários para a sua recuperação. Caso não sejam adotados após o período de tratamento, os animais são devolvidos ao seu local de origem.
Esta iniciativa do CATA não apenas melhora a qualidade de vida dos animais de rua, mas também promove uma melhora na saúde da população, considerando que algumas doenças animais podem ser transmitidas para humanos.


estrutura e funcionamento
O CATA ocupa uma área de aproximadamente 200 m² e integra a Seção de Controle de Zoonoses. O espaço conta com oito baias para o acolhimento temporário de cães e gatos, incluindo canis para adultos e filhotes, expurgo, almoxarifado, gatil coletivo, gatil de isolamento e uma sala de depósito. A construção seguiu as diretrizes do PRODEVIDA, programa voltado para o controle populacional de animais, e recebeu um investimento de mais de R$ 420 mil em recursos de emendas impositivas.


“A implantação do CATA reflete nossa preocupação tanto com o cuidado com os animais quanto o atendimento a demandas dos moradores de Ipatinga”, afirmou o prefeito Gustavo Nunes. Ele também enfatizou a importância da conscientização da população sobre a posse responsável e os cuidados necessários aos animais.
conceito ced
O projeto do CATA adota o conceito CED (Capturar, Esterilizar e Devolver), uma abordagem que prioriza o acolhimento seletivo de animais em situações específicas. O processo inclui a captura de animais de rua, seguida de castração, vacinação e identificação, antes de serem devolvidos ao local de origem. Esta prática visa controlar a população de animais de rua de maneira humanitária e eficaz.
objetivo e impacto
Conforme explicou a médica veterinária Shara Regina, o canil/gatil foi projetado para acolher temporariamente animais agressores ou sem tutor identificado, para observação por até dez dias. “O CATA serve como uma casa de passagem, onde os animais recebem tratamento adequado e são reintegrados ao ambiente externo”, detalhou a veterinária.
A iniciativa é resultado de anos de estudo e está alinhada com a legislação estadual e municipal, garantindo um serviço exclusivo e eficaz para a realidade do Vale do Aço. “Essa abordagem é fruto de anos de estudo e está alinhada com a legislação estadual e municipal, garantindo que o serviço prestado seja exclusivo e eficaz para a realidade do Vale do Aço”, concluiu Shara Regina.

compromisso com a saúde pública e bem-estar animal
O PRODEVIDA, um pacto firmado entre o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Prefeitura de Ipatinga, reforça o compromisso da cidade com a saúde pública e o bem-estar animal. A inauguração do CATA representa um avanço significativo na qualidade dos serviços prestados na área de zoonoses, beneficiando tanto a população humana quanto animal.
 

Destaques