Paulo Guedes: Preço do gás pode reduzir 40% e PIB industrial aumentar 8,46%

24/06/2019 23:09

Mudanças foram aprovadas ontem pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE)

Publicidade

O preço do gás pode sofrer uma redução de 40%, já o Produto Interno Bruto (PIB) industrial deve aumentar 8,46% ao ano, segundo cálculos do governo. A informação foi divulgada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, nessa segunda-feira, 24 de junho, ao comentar as alterações que foram aprovadas ontem pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

O ministro da Economia, Paulo Guedes Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou as mudanças no mercado de gás- Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

Ele disse que as mudanças demonstram uma quebra de monopólios no mercado de gás no Brasil. O ministro projetou: "Se cair 50% o preço da energia, PIB industrial pode subir 10,5%". Paulo Guedes disse ainda que "para fazer plano do gás não tem dinheiro do governo. A cessão onerosa é cessão onerosa; novo mercado do gás é o novo mercado de gás; não tem toma la dá cá", disse, lembrando que o governo federal não dará suporte aos Estados da federação e que essa quebra de monopólio é feita pelo mercado.

Gás

Foto: Tatiana Santos


Estados como Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Sergipe mostraram inclinação a este movimento de mercado, segundo Paulo Guedes, o que poderia explicar um possível socorro do governo pelo fato de a medida ser praticada pelos Estados. Guedes esclareceu: "Se conversássemos com Estados e criássemos uma lei, poderia durar dois anos. Se tiver Estado que quer quebrar monopólio, vamos conversar", declarou.

Atualizada às 10h03



Publicidade