Usar celular ao dirigir é proibido e perigoso, mas pesquisa mostra que 19,3% dos brasileiros fazem isso

24/06/2019 15:00

A pesquisa foi feita pelo Vigitel, do Ministério da Saúde

Publicidade

Todo motorista sabe que dirigir e mexer no celular enquanto dirige é proibido e muito perigoso. Mas um levantamento do Ministério da Saúde mostrou que pelo menos 19,3% da população das capitais do país fazem isto, ou seja, uma pessoa a cada cinco comete essa infração. A pesquisa Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) de 2018 é feita pelo ministério e foi divulgada nesta segunda-feira, 24 de junho. 

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O código de trânsito no Brasil proíbe que o motorista dirija o veículo com apenas uma das mãos-Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


A pesquisa entrevistou por telefone 52.395 cidadãos em todas as unidades federativas do Brasil, além do Distrito Federal, entre fevereiro e dezembro do ano passado. Entre a maior parcela de pessoas que têm essa atitude, 25% tem entre 25 e 34 anos, e 26,1% são brasileiros com mais estudos. Os moradores de Belém (24%), Rio Branco (23,8%) e Cuiabá (23,7%), são os que mais dirigem e mexem no aparelho. Em contrapartida, Salvador (14,1%), Rio de Janeiro (17,1%) e São Paulo (17,2%) estão entre os que menos usam o telefone na direção do volante.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) dirigir falando ao telefone aumenta em até quatro vezes a chance de a pessoa se envolver em um acidente.

Multas e valores
O Código Brasileiro de Trânsito (CTB) proíbe que o motorista dirija o veículo com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais de braço, mudar a marcha do veículo ou acionar equipamentos e acessórios do veículo. Também não é permitido dirigir utilizando fones nos ouvidos conectados ao celular ou  aparelho de som. A prática se classifica como infração gravíssima, quando o condutor está segurando ou mexendo no celular.  

O infrator pode perder 11 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e receber multas. A soma dos valores é de R$ 424; ou seja, R$ 293,47 por tirar uma das mãos do volante para usar o celular no carro, e R$ 130,16 por usar o telefone, mesmo que não esteja segurando, mas usando um fone de ouvido. 


Atualizada às 18h11

 



Publicidade