Parque da Ciência vira atrativo no recesso escolar de Ipatinga

24/07/2019 15:41

Publicidade

O Parque da Ciência, localizado no complexo do Parque Ipanema, tem se tornado nestas últimas duas semanas uma opção de conhecimento e lazer para as centenas de alunos que estão em casa durante os dias de descanso e procuram atividades recreativas. Nós últimos dez dias, dobrou o público médio espontâneo que diariamente passa pelo local, desfrutando dos muitos equipamentos oferecidos.  

Além das exposições permanentes que já existem no local, a grande aposta da gerência do Parque, para atrair o público, são os experimentos realizados na área externa. Um deles é o “Foguete D’água”, que basicamente consiste em um experimento de lançamento de foguete (uma garrafa pet cheia de líquido). É utilizado também um banquinho, que serve como plataforma de lançamento. Ainda, uma bomba de encher pneu de bicicleta. Através da bomba, comprime-se o ar no interior da garrafa até que a rolha de borracha seja expulsa, lançando o foguete a mais de 50 metros de altura. O experimento permite discutir o princípio da ação e reação, o impulso e a conservação da quantidade de movimento. 

DivulgaçãoIMG 4436
 
Para o coordenador do Parque da Ciência, Riler Scarpati, entre os experimentos realizados, o lançamento do foguete é sem dúvida a atividade que mais chama a atenção e desperta interesse das pessoas.

“No último sábado (20), chegamos a 50 anos desde o dia em que o primeiro homem foi à lua. Então focamos em experimentos astronômicos ligados a esse tema. Um dos grandes motivos da existência do Parque é a popularização da ciência. Então, nada melhor que trazer esse conhecimento científico para as pessoas que estão nos visitando”, comentou.

Aluna do 7º ano na Escola Municipal Altina Gonçalves, localizada no bairro Iguaçu, Stefane Andrade Fernandes, de 13 anos, conta que convidou as tias, primos e o irmão para irem ao Parque da Ciência durante o recesso.

“Eu adoro as atividades daqui, principalmente o experimento que mostra água gerando eletricidade para a cidade toda. Acho super interessante. Então, melhor que ficar em casa é vir para o Parque Ipanema para brincar e aproveitar para aprender também no Parque da Ciência”, celebra a estudante.
 



Publicidade