Ipatinga

esportes

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Atletas do Social denunciam o clube por não pagar salários e não dar assistência médica

    Jogadoras acusam o clube de negligenciar o tratamento médico e dever a folha salarial de outubro. Diretoria não se pronunciou

    Por Plox

    24/11/2021 13h26 - Atualizado há 6 dias

    Três atletas da equipe feminina do Social Futebol Clube, de Coronel Fabriciano, denunciaram o clube por não receberem assistência médica. As jogadoras estão machucadas e acusam o clube de estar negligenciando o tratamento e de não pagar os medicamentos. A divulgação foi feita pela página @minajoga.

    A reportagem do Plox tentou contato com a direção do clube, mas até esta publicação não obteve retorno. 

    Segundo a denúncia, uma folha salarial, referente ao mês de outubro, não foi paga. As atletas afirmaram que procuraram os dirigentes, mas até então não tiveram respostas. De acordo com o Mina Joga, os medicamentos prescritos para as jogadoras giram em torno de R$ 450.

    Com grande expectativa criada antes do Campeonato Mineiro Feminino, muito por conta das contratações, o Social se colocou como uma equipe que iria brigar pela vaga no Brasileiro A3, que vai estrear no ano que vem.  

    Contudo, a equipe começou a competição tomando um W.O., por não inscrever a tempo as atletas no Boletim Informativo Diário da CBF. Sendo assim, o resultado de 3x0 foi contabilizado para o América-MG. O Social terminou o Mineiro na 5ª colocação, com apenas um ponto somado, e ainda viu o rival Ipatinga vencer o clássico, no Ipatingão, e ficar com a vaga no Brasileiro A3.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]