DPVAT 2023 não será cobrado

O seguro indeniza vítimas de acidente de trânsito em casos de morte, invalidez permanente e cobre despesas com assistências médicas de lesões

Por Plox

24/12/2022 10h15 - Atualizado há mais de 1 ano

Foi assinado nessa sexta-feira (23) pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) a medida provisória que da continuidade ao Seguro de Danos Pessoais por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). Será o terceiro ano consecutivo que a tarifa não será cobrada, mas seguro e indenizações permanecem.

O seguro DPVAT foi cobrado pela última vez em 2020. Na época, o valor por carro de passeio era de R$ 5,21, já para os motociclistas o valor subia para R$ 12,25.

Foto: divulgação

 

O DPVAT foi criado em 1974 para indenizar vítimas de acidente de trânsito em casos de morte, invalidez permanente e cobrir despesas com assistências médicas de lesões. A cobertura só vale para acidentes ocasionados por veículos automotores terrestres.

O prazo para solicitar o reembolso ao seguro é de até três anos após o acidente.

Apesar de ficarem livres do pagamento do DPVAT, os proprietários de veículos terão que efetuar o pagamento do IPVA e também da Taxa de Licenciamento Anual.
 

Destaques