Irmão de Suzane von Richthofen vive em situação precária 22 anos após o crime

Durante a reportagem, foram exibidas imagens exclusivas mostrando a realidade de Andreas: vivendo em um sítio abandonado, com vestimentas desgastadas e aspecto descuidado

Por Plox

25/03/2024 14h19 - Atualizado há 4 meses

Em uma edição recente do programa "Geral do Povo", exibida no domingo (24), o apresentador Geraldo Luís trouxe à tona a história de Andreas von Richthofen, irmão de Suzane von Richthofen, mostrando as condições precárias em que ele se encontra 22 anos após o crime que resultou na morte de seus pais, Marísa e Manfred von Richthofen, orquestrado por sua irmã. O episódio causou grande comoção nacional.

Foto: Reprodução/ Redes Sociais 

Durante a reportagem, foram exibidas imagens exclusivas mostrando a realidade de Andreas: vivendo em um sítio abandonado, com vestimentas desgastadas e aspecto descuidado. O local onde reside atualmente reflete um descaso notável, com uma casa negligenciada, uma piscina suja e vegetação exuberante por falta de manutenção. A produção do programa propôs auxílio para revitalizar o imóvel, oferta que foi recusada por Andreas.

Um momento marcante do programa foi quando um produtor chamado Jefferson tentou entrar em contato com Andreas, que recusou qualquer interação, inclusive a leitura de uma carta previamente deixada para ele. A recusa em receber ajuda para melhorar as condições do imóvel em que vive foi reiterada, mesmo diante da sugestão de que o programa poderia contribuir para tal.

Geraldo Luís descreveu Andreas como alguém profundamente afetado pelo assassinato de seus pais e pela subsequente exposição midiática, o que o levou a um quadro de dependência química. Atualmente, vive de forma reclusa, distante da vida que um dia conheceu, apresentando-se visivelmente mais magro, com barba longa e aparência de quem foi deixado para trás pelo tempo, contrastando drasticamente com o jovem promissor que sua família um dia exibiu com orgulho.

Destaques