Pagamento do Bolsa Família a beneficiários específicos

Nova fase de benefícios e adições ao programa

Por Plox

25/03/2024 07h39 - Atualizado há 4 meses

Neste dia 25 de março, a Caixa Econômica Federal procede ao pagamento da parcela de março do programa Bolsa Família, dirigido aos inscritos com final de NIS 7. A partir de agora, o valor básico do auxílio é de R$ 600, aumentando para uma média de R$ 679,23 com os novos acréscimos. De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, o programa atinge 20,89 milhões de domicílios este mês, implicando um investimento de R$ 14,15 bilhões.

Além do valor base, o programa oferece três adicionais específicos: um apoio de R$ 50 por seis meses para mães de recém-nascidos, visando a nutrição infantil, um complemento de R$ 50 para famílias com gestantes e jovens entre 7 e 18 anos, e outro de R$ 150 para domicílios com crianças de até seis anos.

 

Alterações e integrações importantes no programa 

A partir deste ano, o Bolsa Família exclui a cobrança do Seguro Defeso, beneficiando diretamente pescadores artesanais. Esta alteração, introduzida pela Lei 14.601/2023, visa reforçar o programa. Além disso, a sincronização de dados com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) levou ao cancelamento de 270 mil benefícios por renda superior aos limites estabelecidos, enquanto 100 mil novas famílias foram admitidas graças à iniciativa de busca ativa e à reestruturação do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

 

Proteções e exclusões temporárias no programa 

Cerca de 602 mil famílias se beneficiam atualmente de uma "regra de proteção", permitindo que continuem recebendo 50% do auxílio por até dois anos após melhorarem sua situação financeira, desde que a renda por pessoa não exceda meio salário mínimo. Este mês, contudo, o Auxílio Gás não será distribuído, retornando em abril para famílias do CadÚnico, com prioridade para mulheres responsáveis pelo lar e vítimas de violência doméstica.

 

 

Destaques