Participantes do projeto de reuso de águas cinzas em Ipatinga tem economia de 50%

Pioneiro, projeto Reabastecer consiste em armazenar águas de pias, chuveiros e lavagem de roupas para utilizar em outros processos

Por Plox

25/03/2024 09h19 - Atualizado há 4 meses

A Unidade de Negócio Leste da Copasa está concluindo neste mês o Projeto Reabastecer – Reuso de Águas Cinzas, desenvolvido em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) no município de Ipatinga. A iniciativa piloto, em consonância com os preceitos do Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março, selecionou mil famílias em 2021 inicialmente para receber uma unidade do Kit Reabastecer, composto por um dispositivo (bombona de 240 litros), uma torneira e um flange, teve como resultado a redução do consumo de água para mais de 50% das famílias que participaram do programa em oito dos 13 meses observados.

O projeto teve o objetivo de chamar a atenção dos participantes e da sociedade em geral quanto ao uso racional da água e preservação do meio ambiente e consistiu no armazenamento das chamadas águas cinzas, que são águas de pias, máquina de lavar roupas e chuveiro, para que possam ser utilizadas depois em usos não nobres, como lavar quintal, garagem e veículos, descargas sanitárias, entre outros.

Foto: Divulgação

 

Após as inscrições, que tiveram início em maio de 2021 e se encerraram em junho daquele ano, os colaboradores da Copasa começaram a instalação de 903 kits em 39 bairros da cidade. O monitoramento dos consumos das famílias teve início em fevereiro de 2023 e está sendo finalizado em março de 2024. O comparativo foi feito considerando o mês atual com o mesmo mês do ano anterior.

“Durante o monitoramento, 71 famílias devolveram os equipamentos e o número diminuiu para 832 famílias monitoradas. Até o momento, podemos destacar que os dados mostram que nos meses de fevereiro, abril, maio, junho, agosto, setembro e dezembro de 2023 e janeiro de 2024 o consumo de água reduziu para mais de 50% das famílias que participaram. Entendemos que o projeto, por ser pioneiro, foi positivo. Sabemos que diversos fatores interferem na economia do consumo de água das famílias. Agora estamos analisando as informações obtidas para melhor compreensão e elaboração do relatório que será elaborado em abril de 2024”, destacou a supervisora administrativa da Unidade de Serviço de Apoio Administrativo Leste da Copasa, Ivanete Xavier.

A família de Eliane de Souza Reis, que mora no bairro Jardim Panorama, em Ipatinga, foi uma das que recebeu o Kit Reabastecer. Ela destacou que a utilização das águas cinzas armazenadas auxiliaram na redução do consumo.  “O kit teve bastante utilidade em minha casa, pois aproveitei a água armazenada para lavar o quintal, varanda e calçada em frente à minha residência. Percebi durante os meses que houve uma redução de cerca de R$ 50 nas contas após começar a utilizar as águas cinzas. Acredito que mais famílias poderiam receber este kit para auxiliar no dia a dia, pois a iniciativa é muito positiva”, disse.  Apesar de o projeto ter sido encerrado em março de 2024, quem participou continua usando os kits.

Foto: Divulgação

 

Por meio do Projeto Reabastecer, a Copasa, juntamente com o Ministério Público, desenvolveu ações de educação ambiental e conscientização da população quanto à preservação dos recursos hídricos e do meio ambiente, a partir do consumo consciente da água.

Bairros

Os kits foram instalados em 39 bairros do município de Ipatinga. Os bairros são: Barra Alegre, Bela Vista, Bethânia, Bom Jardim, Bom Retiro, Canaã, Canaãzinho, Caravelas, Cariru, Castelo, Centro, Chácaras Madalena, Cidade Nobre, Condomínio Village Nobre, Córrego Novo, Das Águas, Das Fontes, Esperança, Ferroviários, Forquilha, Granja Vagalume, Horto, Ideal, Iguaçu, Imbaúbas, Jardim Panorama, Jardim Santa Clara, Limoeiro, Nova Esperança, Novo Cruzeiro, Parque das Águas, Planalto II, Primeiro de Maio, Recanto, Tiradentes, Veneza, Vila Celeste, Vila Formosa e Vila Ipanema.  

Exigências

Para participar do projeto, os interessados tiveram que atender a alguns critérios, como residir em Ipatinga, estarem cadastrados nas categorias residencial e/ou social, ter máquina e/ou tanquinho de lavar roupas com espaço físico para instalação do kit, adotar práticas sustentáveis e disponibilidade para colaborar para o estudo de monitoramento do impacto no consumo de água tratada no imóvel. 

Destaques