Bolsonaro sanciona lei que facilita o crédito a pequenas empresas

25/04/2019 11:45

Objetivo é facilitar acesso de micro e pequenas empresas ao dinheiro

Publicidade

Foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro a lei que cria a Empresa Simples de Crédito (ESC), nessa quarta-feira, 24 de abril. A finalidade é tornar mais barato o crédito, por meio de empréstimos, financiamentos e descontos de títulos para microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. 

A cerimônia foi realizada no Palácio do Planalto. Com a nova lei, na prática, pessoas físicas poderão abrir uma ESC em suas cidades e emprestar dinheiro para pequenos negócios, como salões de beleza, mercearia e sacolão, por exemplo.
 

(foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Pessoas físicas poderão abrir uma ESC em suas cidades e emprestar dinheiro para pequenos negócios- Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

 

Estimativa


O governo estima que a ESC deve injetar na economia R$ 20 bilhões, por ano, em novos recursos para os pequenos negócios no Brasil, o que equivaleria a um crescimento de 10% no mercado de concessão de crédito para as micro e pequenas empresas, que em 2018 alcançou a soma de R$ 208 bilhões.

O Sebrae acredita que este saldo pode ser obtido assim que as primeiras mil empresas simples de crédito entrarem em atividade. Para o ex-ministro e ex-presidente nacional do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a medida traz maior competitividade ao mercado de crédito brasileiro. 


Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio/SP), a medida é positiva. A entidade diz ter expectativa que a alternativa facilite e dissemine a oferta e o acesso ao crédito, de forma mais ágil e mais barata do que no sistema financeiro tradicional.

Atualizada às 13h10

 



Publicidade