Leo Índio, primo dos filhos de Bolsonaro, ganha cargo no Senado

25/04/2019 12:34

Senador que o nomeou disse que a indicação ao cargo partiu de uma pessoa que já trabalhava em seu gabinete

Publicidade

Leonardo Rodrigues de Jesus, o “Léo Índio”, ganhou um cargo no Senado. Ele é primo dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e foi nomeado pelo senador Chico Rodrigues (DEM/RR) como seu assessor parlamentar.

Léo Índio ganha cargo no Senado- Foto: Instagram/Reprodução

Léo Índio junto do senador que o nomeou, Chico Rodrigues- Foto: Instagram/Reprodução

Índio tem proximidade com o vereador Carlos Bolsonaro, com quem morou no Rio de Janeiro. Nessa quarta-feira, 24 de abril, ele postou em seu Instagram um texto em que falava da nomeação e como partiu a indicação. De acordo com Léo, o convite veio algumas semanas atrás e que conheceu o senador ainda na campanha do presidente, quando Chico “pôde constatar algumas das minhas características e a convergência de nossas ideias”.

Ele continuou: “Sempre acreditei na meritocracia e no valor do trabalho, verdadeiro fiador das liberdades individuais. A boa política, entretanto, é indissociável de mim desde a infância”. Índio ainda ressaltou que não medirá esforços para “honrar a missão de servir ao país, especialmente ao estado de Roraima”. Ao final do post ele agradeceu o senador pela confiança.

Desenvoltura

Chico ressaltou que a indicação de Leonardo para o cargo partiu de uma pessoa que já trabalhava em seu gabinete e não teve nenhuma relação ou interferência da família presidencial. "Conversei muito com ele, achei ele muito desenvolto. Um cara jovem, cheio de energia. Vi que ele conhece muita gente. Ter um assessor parlamentar com essa desenvoltura seria muito bom para mim", comentou o senador.

A assessoria do Senado informou que Léo receberá um salário no valor de R$ 22, 9 mil mensais.

Léo Índio

Atualizada às 14h50

 

 



Publicidade