Movimentação de talude da mina Gongo Soco, da Vale, aumenta para 18 cm, informa ANM

25/05/2019 14:19

A informação foi confirmada neste sábado pela agência

Publicidade

A Agência Nacional de Mineração (ANM) informou, que neste sábado (25), o talude norte da mina de Gongo Soco movimentou 18 centímetros. A mina, localizada em Barão de Cocais-MG, pertence a empresa Vale. 

A mineradora produziu um documento que aponta que até hoje, a movimentação pode causar quedas na estrutura. As autoridades temem que o desabamento pode gerar uma vibração que tem a potência de causar uma fusão da Barragem Sul Superior, ou seja, provocar um rompimento do barramento, localizado a quase dois quilômetros de distância. 

vale(Foto: divulgação/ Vale)

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas, Germano Vieira, informou na última segunda-feira (20), caso o talude venha a desabar, o risco de a barragem entrar em colapso é de 15%. Representantes da ANM informaram que a velocidade média - movimentação do talude - é de 14, 1% por dia.



Publicidade