Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Vale do Aço amanhece sem transporte da Saritur e funcionários aguardam resposta da empresa

    Os trabalhadores estão na porta da empresa junto a representantes do sindicato

    Por Plox

    25/05/2022 11h20 - Atualizado há cerca de 1 mês

    O Vale do Aço amanheceu sem ônibus da Saritur na manhã desta quarta-feira (25), como informado com antecedência pelo Plox. Desde 4h de hoje, os motoristas e trabalhadores estão na porta da empresa reivindicando os seus direitos. O fato está acontecendo em Ipatinga e ainda não houve nenhuma resposta da Saritur.

    O Plox novamente entrou em contato com um dos representantes da greve e ele relatou que está no local junto aos trabalhadores. "Eu estou aqui desde às 4h da manhã e até o momento nós não conversamos com nenhum representante da Saritur. Os ônibus estão todos parados e vamos continuar até que isso se resolva", disse Marlúcio Negro, presidente do Sinttrocel.

     

    Foto: Marcelo Augusto/Plox

     

    Entenda

    Na noite dessa terça-feira (24), o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Coronel Fabriciano (Sinttrocel) confirmou em primeira mão a reportagem do Plox que a partir desta quarta-feira (25), os trabalhadores da Saritur iriam paralisar o serviço no Vale do Aço, devido à falta de acordo entre a categoria e a empresa. 

    De acordo com as informações apuradas pelo Plox, os trabalhadores se reuniram em três assembleias durante essa terça e, de forma unânime, disseram sim para a paralisação das atividades a partir da madrugada desta quarta-feira. 

     

    Foto: Arquivo/ Plox

     

    Ainda conforme os detalhes, os trabalhadores vão se reunir na madrugada desta quarta em frente a sede da empresa em Ipatinga, Minas Gerais. O Plox entrou em contato com a Saritur e ainda não teve retorno da empresa. 

    Cenário
    De acordo com o sindicato, os trabalhadores estão sem recomposição salarial desde 2019, com reajuste zero em 2020 e índice abaixo da inflação em 2021, em virtude da pandemia da covid-19. Ainda conforme as informações, outros problemas como a falta de recolhimento do FGTS por parte da empresa; a apuração incorreta de jornada; o não pagamento de horas extras e a retirada de cobradores do transporte coletivo prejudicam as condições de trabalho dos rodoviários. Além disso, a inflação acumulada de março chegou ao patamar acima de 11%.
    A diretoria do sindicato reforçou que seu propósito é buscar condições de trabalho digna para a categoria e serve também como um pedido aos entes públicos a esta demanda da categoria que a cada ano vem sofrendo muito com as precárias condições de trabalho.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]