Alimentação ideal para maximizar o potencial produtivo de bovinos, suínos, equinos, ovinos e aves

Orientações essenciais para uma pecuária de sucesso

Por Plox

25/05/2024 12h44 - Atualizado há 26 dias

Garantir uma alimentação correta é fundamental para o desenvolvimento saudável e produtivo de qualquer criação animal. Ajustar a dieta conforme as necessidades específicas de cada espécie é crucial para alcançar um equilíbrio entre saúde, desempenho, custos e impacto ambiental.

Foto: Divulgação

O papel da inovação na pecuária moderna

A pecuária exige uma constante atualização e inovação. Produtores rurais precisam estar atentos às mudanças e avanços no setor para melhorar a eficiência de suas operações, promover o bem-estar dos animais e assegurar a sustentabilidade do negócio.

Princípios para uma alimentação eficiente

Avaliação nutricional precisa: Identificar as necessidades nutricionais de cada categoria animal considerando fatores como idade, peso, estágio fisiológico, nível de atividade e objetivo produtivo (leite ou carne).

Dietas balanceadas: Utilizar tabelas de composição de alimentos e consultar profissionais especializados para formular dietas que atendam às necessidades específicas de cada espécie.

Ingredientes locais e alternativos: Optar por ingredientes locais e alternativos na formulação das dietas para reduzir custos e promover a sustentabilidade ambiental.

Monitoramento contínuo: Implementar um programa regular de monitoramento nutricional para avaliar a eficácia das dietas e ajustar conforme necessário.

Bem-estar animal: Priorizar a saúde e conforto dos animais, garantindo condições adequadas como água limpa e fresca.

Recomendações nutricionais por espécie

Bovinos

Para vacas e bois, é essencial uma dieta rica em proteínas e carboidratos. Fontes de energia incluem capim, feno e rações, além de frutas e grãos como cevada, trigo e farelo de soja. O milho, sorgo, farelo de soja, farelo de algodão, caroço de algodão, farelo de amendoim e farelo de girassol ajudam no ganho de peso ideal para o abate. A ureia, como suplemento de nitrogênio, proporciona economia sem efeitos colaterais. Vitaminas A, D e E são essenciais e podem ser fornecidas por meio de alimentos verdes, suplementos comerciais e exposição ao sol.

Suínos

Cada fase da vida dos suínos requer uma alimentação específica. Na fase creche (até 70 dias), é recomendado fornecer alimentos de fácil digestão como farinha de peixe, soro de leite, leite em pó, levedura e proteicos de soja. Na fase de crescimento (até 110 dias), rações com alto teor proteico e energético, como farelos triturados ou peletizados, são essenciais. Na fase de terminação, voltada para a engorda, rações balanceadas e de boa qualidade, compostas por milho, sorgo, triguilho, cascas, bagaços e sementes, são fundamentais.

Equinos

A dieta dos cavalos deve ser equilibrada, composta por pastagens de alta qualidade, feno e rações concentradas. Cereais como milho e aveia, óleos vegetais e gordura animal são boas fontes energéticas. Deficiências nutricionais podem causar problemas de saúde como deformidades ósseas. Durante o último terço da gestação, a vitamina A é crucial para o desenvolvimento saudável do feto. O sal mineral é essencial para a absorção de vitaminas e nutrientes.

Ovinos

Ovelhas e carneiros podem ser alimentados com capim picado e cana-de-açúcar. Capins como Cynodon, Panicum, Pangola e Rhodes, além de silagem de milho e capim, são opções viáveis. O feno é uma alternativa estável e versátil, enquanto o feijão guandu e a palma forrageira são nutritivos para períodos de seca. Milho e farelo de soja são fontes comuns de energia e proteína. Subprodutos como a polpa cítrica ajudam na suplementação de cálcio.

Aves

Para galinhas, uma dieta diversificada é fundamental, incluindo rações balanceadas e alimentos naturais como forrageiras, hortaliças e frutas. As rações devem conter milho, farelo de soja e suplementos minerais e vitamínicos, como calcário calcítico, farinha de ostras, fosfato bicálcico e sal. A deficiência de cálcio pode causar lesões ósseas graves. Oferecer ração à vontade, especialmente nas fases de crescimento e engorda, e complementar com alimentos naturais, como abóbora, rabanete, cenoura, banana, acerola, manga, caju, mamão e melancia, é recomendado.

Destaques