Universitária publicou sobre relacionamento abusivo poucos dias antes de ser assassinada

25/06/2019 12:21

Publicidade

Encontrada morta na casa do ex-namorado no sábado, 22 de junho, Luiza Nascimento Braga, estudante de Ciências Sociais, havia publicado nas redes sociais mensagem sobre relacionamento abusivo uma semana antes de ser assassinada.

Luiza estudava Ciências Sociais na Uerj- Foto: Reprodução Facebook


A universitária de 25 anos foi morta em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, e o principal suspeito é o ex-companheiro de 25 anos. O casal dividia o mesmo teto havia cerca de quatro meses, se relacionava há 11 meses, mas recentemente, Luiza resolveu terminar o namoro. Ela postou: "Se você se cala diante de uma atitude ou situação que não gostou, dá ao outro passe livre para continuar te magoando", escreveu a vítima. 


Diante do acontecido, muitos amigos da jovem foram até a postagem, que acabou sendo compartilhada em um grupo, cujo tema são relacionamentos abusivos. Uma pessoa escreveu: "Isso é um pedido de socorro, só que ninguém nota. Hoje tenho muito medo de me relacionar por causa disso. O meu pesar à família".

Ciúmes
Segundo o pai de Luiza, Luiz Antonio Pereira Braga, ela tentou terminar o relacionamento com o rapaz, o que não foi bem aceito por ele, que a chantageava. Luíza não morava mais com o suspeito e após o fim do relacionamento havia voltado para a casa dos pais. No dia em que foi encontrada morta, ela teria ido à residência em que dividiam a pedido do namorado, que teria solicitado a companhia da ex ao hospital.


No sábado, a universitária foi encontrada morta pelos pais. Apesar de não demonstrar que estaria sendo alvo de agressões, Luiz Antonio informou que o ex-genro era muito ciumento. Familiares e amigos relataram nas redes sociais que o rapaz simplesmente desapareceu da casa após a morte de Luíza. A Delegacia de Homicídios da Capital está em busca do homem, que até apagou suas redes sociais.

Atualizada às 14h

 

 

 

 

 

 

 



Publicidade