Defensoria entra em acordo com a Vale e mineradora indeniza 50 famílias

25/06/2019 07:40

Os valores dos repasses não foram informados para preservar a segurança dos moradores

Publicidade

Depois de um acordo feito entre a Defensoria Pública de Minas Gerais com a mineradora Vale, 50 famílias receberão indenizações referentes aos prejuízos em decorrência do rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho (MG).Vale

Tragédia aconteceu em janeiro deste ano em Brumadinho- Foto: Arquivo/ Agência Brasil


O acordo aconteceu cinco meses após a tragédia que deixou 270 pessoas entre os mortos e desaparecidos. A combinação entre as partes foi feita de forma extrajudicial, para impedir uma ação judicial, o que poderia demorar muitos anos para se chegar ao final de negociações.


Os valores dos repasses não foram informados, mas, conforme o defensor público Antônio Lopes de Carvalho Filho, “as indenizações são muito boas. Nos casos de perda de imóvel, por exemplo, a pessoa sai com o suficiente para comprar moradias excelentes”. Algumas famílias não entraram no acordo, pois vão esperar uma ação conjunta do Ministério Público por indenizações que eles consideram ser mais justas.


Além de ressarcir os afetados diretamente pela tragédia, a Vale concede o valor de até um salário mínimo a 92.500 pessoas, entre moradores de municípios a 1 km do rio Paraopeba, atingidos pela lama, além de todos os habitantes de Brumadinho. Os adultos recebem um salário mínimo por mês, adolescentes recebem meio salário, e crianças, um quarto do salário mínimo.

Atualizada às 11h23


 

 



Publicidade