Mulher é presa após abortar e deixar feto em lixeira de supermercado

Em depoimento, ela confessou o aborto e explicou que, após informar o namorado sobre a gravidez, ele se recusou a assumir a criança

Por Plox

25/06/2024 17h15 - Atualizado há 25 dias

Uma jovem de 21 anos foi presa na última segunda-feira (24/6) em Cordeirópolis, interior de São Paulo, após realizar um aborto dentro do supermercado onde trabalha. Segundo a Polícia Civil, o feto foi encontrado em uma lixeira do banheiro por uma funcionária, conforme relatado pela EPTV.

Foto: Reprodução/Google Maps 

Investigação e confissão

Na casa da jovem, os investigadores encontraram uma cartela vazia de medicamento abortivo. Em depoimento, ela confessou o aborto e explicou que, após informar o namorado sobre a gravidez, ele se recusou a assumir a criança. A jovem então pesquisou métodos abortivos na internet e tomou dois comprimidos do medicamento no sábado (22/6).

Ocorrência no supermercado

Ao chegar para trabalhar como operadora de caixa, a jovem sentiu fortes dores e foi ao banheiro, onde deixou o feto. Alegando mal-estar, ela deixou o estabelecimento e foi ao hospital da cidade com sangramento, informando a equipe médica sobre um possível aborto, mas sem mencionar o feto. Ela foi medicada e liberada.

Descoberta e prisão

A descoberta do feto foi feita por uma funcionária da limpeza do supermercado. Ao retirar o lixo do banheiro, sentiu um peso diferente e, ao verificar o conteúdo do saco, encontrou o feto e chamou a dona do estabelecimento. Câmeras de segurança mostraram que a jovem entrou no banheiro duas vezes.

Equipes da guarda municipal foram acionadas e preservaram o local até a chegada da polícia. A jovem foi encaminhada à delegacia, presa e liberada após pagamento de fiança de um salário mínimo. Ela responderá em liberdade por aborto provocado pela gestante ou com seu consentimento, conforme registrado na Delegacia de Cordeirópolis.

Destaques