Repórter denuncia importunação sexual por mascote do Internacional durante cobertura de jogo

Incidente ocorrido no clássico Grenal gera Boletim de Ocorrência e mobiliza apoio nas redes sociais.

Por Plox

26/02/2024 10h58 - Atualizado há cerca de 2 meses

No último domingo, durante a cobertura do clássico Grenal pelo Campeonato Gaúcho, no estádio Beira-Rio, a jornalista Gisele Kümpel, do Canal Monumental, relatou ter sido vítima de importunação sexual pelo mascote do Internacional. O caso, que gerou ampla repercussão, levou Kümpel a registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia do estádio, manifestando sua determinação em levar o caso adiante para evitar que outras mulheres enfrentem situações semelhantes.

Reação e apoio

Após o incidente, Kümpel expressou sua indignação e desapontamento com o ocorrido, destacando a dificuldade enfrentada por mulheres no ambiente do futebol. "O Grenal lamentavelmente terminou num B.O pra mim. Importunação sexual pelo mascote do Internacional. Mais um dia a mulher querendo fazer seu trabalho no futebol e sofrendo com isso com alguns idiotas que são criminosos. Vou até o fim pra que mais nenhuma mulher passe por isso", declarou a repórter.

Impacto emocional

O episódio deixou marcas profundas em Kümpel, que compartilhou nas redes sociais o impacto emocional sofrido: "Está tudo bem. Tirando o pavor, tremedeira, choradeira e incredulidade do momento fiz o que poderia fazer, já que eliminar o fato é impossível. Agradeço a preocupação". Sua coragem em denunciar e a manifestação de apoio dos internautas destacam a importância da discussão sobre o respeito e a segurança das mulheres em todos os ambientes, inclusive no esportivo.

 

 


 

Destaques