CPMI é criada para investigar atos criminosos de 8 de janeiro

Comissão Parlamentar Mista de Inquérito tem início previsto para a próxima semana

Por Plox

26/04/2023 13h45 - Atualizado há cerca de 1 ano

A criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar os atos criminosos de 8 de janeiro foi anunciada na quarta-feira (26) pelo presidente do Congresso Nacional e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A instalação da CPMI é prevista para a próxima semana, após a indicação dos 32 integrantes titulares pelos líderes partidários da Câmara e do Senado.

Foto: Joedson Alves/Agencia Brasil

 

A divulgação de imagens pelo canal CNN mostrando o general Gonçalves Dias, ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional, no Palácio do Planalto durante a invasão que culminou na destruição das sedes dos Três Poderes em Brasília (DF) provocou uma mudança no cenário político. O caso resultou no pedido de demissão do militar e impôs o apoio de governistas à criação da CPMI.

Plox agora tem TikTok: acesse e siga para acompanhar os principais vídeo: PLOX NO TIKTOK

Na disputa pelas 32 vagas votantes na CPMI, o governo busca ter maioria e articula para ocupar os cargos de presidente e relator. No entanto, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), também pretende indicar um nome do "superbloco" que faz parte para a posição de relator. Do lado da oposição, o autor do requerimento, deputado André Fernandes (PL-CE), pleiteia uma cadeira.

O PLOX agora tem comunidades no WhatsApp. Clique aqui e escolha a sua:

PLOX - SÃO PAULO
PLOX - BELO HORIZONTE
PLOX - RIO DE JANEIRO
PLOX - GOVERNADOR VALADARES
PLOX - VALE DO AÇO

Antes da criação da CPMI, o líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), mudou de bloco partidário no Senado, em uma estratégia para reduzir o espaço da oposição na comissão, que acabou perdendo uma vaga.

 

Destaques