Ipatinga reforça suas equipes de saúde com credenciamento em Programa de Residência

26/05/2019 10:48

Ao todo, serão ofertadas seis vagas de residência para médicos. Além de um salário integral, os profissionais recebem uma bolsa no valor de R$ 3.330,43

Publicidade

Uma inédita e importante conquista assegurada pela Prefeitura de Ipatinga-MG junto ao Ministério da Educação trará benefícios à população na área da saúde. O município recebeu do MEC o credenciamento para a contratação de seis novos médicos, que vão atuar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) através do Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade. 

A novidade chega num momento em que a Administração municipal vem buscando, de maneira recorrente, contratar profissionais para ocupar as vagas no Programa Saúde da Família e assim melhorar o atendimento nos postos da cidade.  

“O Programa de Residência é um presente para o município. Os médicos terão a oportunidade de se tornar especialistas, recebendo, além de um salário integral, uma bolsa de residente no valor de R$ 3.330,43. Já a nossa população não ficará descoberta, uma vez que as vagas serão preenchidas para cobrir a atenção primária. E, por outro lado, será dada a oportunidade, ainda, aos profissionais que já atuam nos postos, de se tornarem preceptores, ou seja, responsáveis por supervisionar o desenvolvimento dos residentes nesta especialidade. Todos ganham”, enfatiza o prefeito Nardyello Rocha. 

Neste ano, serão ofertadas seis vagas de Residência em Medicina de Família e Comunidade, sendo três de nível I e três de nível II. Cada etapa terá duração de um ano, sendo que os médicos terão uma jornada de trabalho de 40 horas semanais nos postos de saúde. 

Segundo a secretária de Saúde, Érica Dias, “o município já se organiza para realizar em outubro a etapa de seleção de médicos para preenchimento das vagas. Em março de 2020, os médicos iniciarão a residência nas Unidades de Saúde. E não para por aí. A Secretaria de Saúde de Ipatinga já trabalha para elevar a sete o número de vagas do Programa, visando o credenciamento também para o setor de Urgência e Emergência”, detalhou.

rica Dias - secretária de Saúde de Ipatinga(Foto: SECOM/PMI)

Presente para o município

Mariana Jordão Barreto é a primeira médica residente do Programa pela Fundação São Francisco Xavier, atuando na Unidade Básica de Saúde do bairro Bethânia. Ao contar sobre a sua experiência, a profissional se mostra apaixonada pelo que faz. “Saúde não é só ausência de doença, mas é ter também bem-estar social. Então, todas as vezes que eu realizo uma consulta de pré-natal, que eu atendo um idoso, um paciente domiciliar, meu foco está voltado para a promoção da saúde, a prevenção, a reabilitação. Como residente do Programa de Medicina de Família e Comunidade, sou estimulada a olhar para a saúde do paciente como um todo e não apenas uma parte. Isso faz com que os serviços de saúde se tornem menos onerosos e a medicina substitua o modelo meramente curativista por um modelo que seja voltado para as reais necessidades de cada pessoa”, explica.

A médica Mariana Jordão é residente pela FSFX na UBS do Bethânia e avalia como positiva a conquista para profissionais da Região(Foto: SECOM/PMI)



Publicidade