Prisão preventiva: Mulher é detida por exploração sexual da própria filha em Porto Alegre

A suspeita é acusada de estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição infantil

Por Plox

26/05/2023 16h53 - Atualizado há 11 meses

Na manhã desta sexta-feira, 26, Porto Alegre foi palco de uma operação que culminou na prisão preventiva de uma mulher de 25 anos. Acusada de promover a exploração sexual da própria filha, de apenas 1 ano e 8 meses, a suspeita teria permitido os abusos em troca de uma "mesada" concedida por um empresário local.

Foto: Reprodução

 

Exploração Sexual de Menores: Um Ciclo Vicioso de Dependência Financeira

A suspeita, moradora da capital gaúcha, é acusada de estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição infantil. As investigações apontam para a existência de uma espécie de esquema macabro, no qual mulheres entregavam seus filhos - com idades entre 0 e 12 anos - para abusos sexuais, em troca de dinheiro e presentes.

De acordo com a delegada Camila Franco Defaveri, ao portal G1, as mães das crianças se tornavam financeiramente dependentes do agressor: "Eles pedem Pix, pedem depósitos prévios. O suspeito se apresenta como uma pessoa sedutora, de boa índole, e, com o tempo, vai se aproximando das vítimas. Elas se tornam dependentes financeiramente dele e acabam por explorar suas próprias filhas", declarou.

Preso desde Abril: Empresário é Suspeito de Cometer Violência Sexual Contra Crianças

Jelson Silva da Rosa, empresário de 41 anos, já se encontra detido desde abril por suspeita de violência sexual contra crianças. Indiciado por exploração sexual infantil e estupro, Silva da Rosa é apontado como o beneficiário deste nefasto esquema.

Defendendo o empresário, seu advogado classificou as acusações como "descabidas e impróprias". Segundo ele, a conduta de seu cliente não se enquadraria no crime de exploração sexual conforme previsto em lei.

Avó Materna da Criança também é Suspeita de Participação no Esquema

A avó materna da criança abusada também é vista como suspeita na investigação, estando sob alegações de que teria dado suporte aos crimes, além de ter recebido dinheiro pela exploração sexual de sua neta.

Com o desenrolar dos fatos e o avanço das investigações, o quadro que se desenha é perturbador, mostrando a vulnerabilidade de crianças envolvidas em um esquema de exploração sexual em troca de benefícios financeiros.

Destaques