Delegado fala sobre paradeiro de "Negão do Golpe" de Fabriciano

26/06/2019 11:22

Estima-se que o golpe seja superior a 5 milhões de reais

Publicidade

Ainda não foi encontrado pela Polícia o morador de Coronel Fabriciano Diego Sérgio Sales, de 31 anos, acusado de aplicar um golpe milionário em mais de 30 pessoas na região do Vale do Aço. A informação foi confirmada ao PLOX pelo delegado da Polícia Civil, Washington Moreira, que cuida do inquérito. O golpe veio à público no dia 28 de maio. Nas redes sociais, Diego foi apelidado de “Negão do Golpe”, em virtude da proporção que o caso tomou na região e se espalhou em grupos de aplicativos de mensagens. Estima-se que o golpe seja superior a 5 milhões de reais. 

 

Reproduçãogolpe

Segundo o delegado, na ocasião, o investigado utilizava o dinheiro de terceiros para investir na bolsa de valores em troca de rendimentos fixos que eram pagos frequentemente às vítimas. As informações sobre os rendimentos eram demonstradas através de grupos de WhatsApp, como forma de acompanhamento pelos investidores.

Procurado pela reportagem do PLOX, o delegado Washington Moreira afirmou que Diego ainda não foi localizado e que as investigações sobre o caso continuam. 

No dia 28 de maio,um “investidor” entrou em contato com o PLOX e disse que Diego estaria tentando fugir para fora do país e que teria sido preso na fronteira de Brasil e Bolívia. À época, a  informação foi desmentida pelo delegado.



Publicidade