Sindcomércio lança projeto para apoio às vítimas de coronavírus

De acordo com os organizadores, a ideia do projeto foi desenvolvida para fornecer apoio aos afetados direta, e indiretamente, pela pandemia

Por Plox

26/06/2020 16h43 - Atualizado há quase 4 anos

Nesta sexta-feira (26), o Sindcomércio do Vale do Aço, lançou em Ipatinga-MG o projeto Acolher Ipatinga. Segundo o Sindcomércio, os intuito do projeto é ajudar na assistência às vítimas da Covid-19 na cidade.

De acordo com os organizadores, a ideia do projeto foi desenvolvida para fornecer apoio aos afetados direta, e indiretamente, pelo coronavírus.O projeto conta com a parceria da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro Iguaçu, e do vereador Jadson Heleno.

O Acolher Ipatinga será responsável pelo fornecimento ou subsídio de testes para o coronavírus, fornecimento de cestas básicas e materiais de higiene e proteção individual, para as pessoas de um modo geral.

Veja:

 

Segundo o padre Aloísio Vieira, responsável pela Paróquia Nossa Senhora Aparecida, disse que “uma das principais funções do projeto, é de dar apoio àqueles que se encontram desamparados, e que muitas das vezes, o poder público não consegue alcançar”.

José Maria Facundes, presidente do Sindcomércio, disse que além de uma rede de apoio, “os que foram afastados ficando desempregados, ou são autônomos, poderão ter um apoio para fazerem cursos profissionalizantes e serem encaminhados a um banco Banco de Empregos do Sindcomércio”.

Já o vereador e presidente da Câmara de Ipatinga, Jadson Heleno, afirmou que o Acolher Ipatinga vai garantir suas atividades por meio de doações não financeiras.

Apoio

Para os afetados que precisarem de apoio, eles devem entrar em contato com a central do projeto, pelo telefone: (31) 3821-9020, para mais informações.

Doações

O projeto, segundo os organizadores, não contará com ajuda financeira, e sim com ajudas de materiais.

De acordo com José Maria Facundes, os que quiserem doar para o projeto deverão fazer a doação de materiais que serão usados no apoio as famílias.

Para ajuda, doações e empresas que quiram fazer parte dessa corrente, é só entrar em contato com a central do projeto, pelo telefone: (31) 3821-9020.
 

Destaques