Ipatinga perde primeira servidora da linha de frente por Covid-19

26/07/2020 12:32

A morte da servidora foi confirmada pela prefeitura na manhã deste domingo (26)

Vítima da doença, o município de Ipatinga perdeu, na noite deste sábado (25), a sua primeira servidora pública entre aqueles que atuam na linha de frente de combate ao Coronavírus. Trata-se da assistente social do Hospital Eliane Martins, Iná Corrêa de Meireles, de 55 anos.

Iná apresentou os primeiros sintomas no último dia 12, foi internada na enfermaria do Hospital Márcio Cunha no dia 16 e, após o agravamento do quadro, encaminhada para a UTI no dia 18. Apesar de todos os esforços da equipe médica, não foi possível salvá-la, e o óbito ocorreu uma semana depois.

Ipatinga perde primeira servidora  da linha de frente por Covid-19 Foto: Divulgação/PMI

 

Trajetória

Servidora pública da PMI desde 1995, quando chegou à cidade após passar em concurso público, proveniente de Juiz de Fora, Iná atuou na Unidade Básica de Saúde do Bethânia e, depois, na Secretaria Municipal de Assistência Social, onde permaneceu por vários anos. Ali, era bastante atuante, principalmente na área da infância e juventude, chegando inclusive a ser membro do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente.

Ipatinga perde primeira servidora  da linha de frente por Covid-19 (2) Foto: Reprodução/Facebook

 

No ano de 2010, a servidora iniciou a sua trajetória no HMEM, acompanhando a equipe de serviço social. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, no hospital “destacava-se pela presteza, sensatez e principalmente na busca de soluções para as demandas que lhe eram apresentadas”. 

A secretária de Saúde Érica Dias lamentou profundamente a perda. “A Secretaria Municipal de Saúde perde uma grande profissional, mas que deixa um legado ainda maior para quem fica, pois Iná era uma servidora exemplar que sempre tratou a todos de forma humanizada, assim como deve ser. Sua missão como assistente social do HMEM foi cumprida com brilhantismo. E para aqueles que ainda não acreditam no que estamos vivendo, que Deus os proteja”, finalizou. 

O prefeito Nardyello Rocha também destacou o legado deixado por Iná. “Sabemos o quanto esse vírus é cruel. Nossos servidores da SMS, como também de outras secretarias, em caráter emergencial, têm lutado incessantemente na linha de frente para que o impacto seja menor, mas infelizmente hoje sofremos nossa primeira baixa. Que o legado deixado por essa heroína sirva para nos fortalecer na trincheira contra a Covid-19”, concluiu.