Comerciante é morto a facadas próximo ao Vale do Aço

O corpo do comerciante foi encaminhado ao IML de Ipatinga para perícia

Por Plox

26/08/2019 14h10 - Atualizado há mais de 4 anos

Na madrugada desta segunda-feira (26), a Polícia Militar (PM) foi acionada pela esposa do Comerciante, A. S. P. H., de 38 anos, alegando que após um assalto, seu Marido, Joaquim Henrique, de 53 anos, havia sido assassinado pelos bandidos.

Segundo relatos da esposa aos militares, dois homens invadiram a residência do casal, que fica em cima da mercearia que pertencia a Joaquim, na rua Governador Valadares, no centro de jaguaraçu-MG, exigindo das vítimas dinheiro e pertences.

Ainda segundo A. S., os bandidos então pediram a chave do cofre e após descerem na mercearia, amarraram o comerciante e golpearam com uma faca, que ficou alojada no pescoço da vítima, e fugiram logo em seguida. 

A perícia foi chamada e constatou que o comerciante foi golpeado com 17 facadas.

Os policiais, ao ouvirem as versões da esposa e da filha do casal, de 16 anos, perceberam contradições. O que mais chamou a atenção dos policiais, foi que as câmeras de videomonitoramento foram desligadas por volta das 23:30 de domingo (25). Além do fato de que A. S. havia feito diversas ligações para seu amante, T. F., de 18 anos.

Além disso, segundo testemunhas relataram aos militares, Joaquim sabia da infidelidade da esposa, e que ele reunia provas para pedir o divórcio.

Diante dos fatos, o corpo do comerciante foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ipatinga-MG. Já alessandra e a filha do casal foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

A PM recolheu o gravador do sistema de videomonitoramento, além de um gravador de voz da vítima, onde pode conter provas.

Segundo os militares, seguem as buscas para encontrar os autores do crime.
 

jaguaraçuFoto: reprodução/Google Street View

Destaques