Ipatinga

tecnologia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Carros voadores disputados pela Embraer, Gol e Azul estarão no céu do Brasil em breve

    Veículos podem levar quatro passageiros e um piloto, a uma velocidade de cerca de 325 km/h e pode percorrer 160 km com uma única carga de bateria

    Por Plox

    26/09/2021 21h20 - Atualizado há 21 dias

    Extensas pesquisas e testes foram feitos em um novo tipo de aeronave, o veículo de decolagem vertical de pouso elétrico (eVTOL), que se assemelha a um helicóptero, mas opera com mais hélices para fazer menos ruído e voar. Algumas pessoas o comparam a um “drone gigante”.

    A ideia atraiu empresas de todo o mundo, incluindo as companhias aéreas Gol e Azul do Brasil, assim como a fabricante de aeronaves Embraer.

    O veículo elétrico vertical de decolagem e pouso é uma aeronave que se assemelha a um helicóptero, mas é mais silencioso, usa mais hélices para voar e pode ser usado em áreas urbanas.

     

    Carros voadores
    Foto: Divulgação/Embraer

    A Gol e a Azul estão fazendo parceria com empresas europeias para receber a primeira de suas aeronaves em 2025, enquanto a Embraer promete que sua versão da aeronave será entregue a partir de 2026.

    A Airbus e a empresa de leasing irlandesa Avolon fizeram um acordo com a companhia aérea brasileira Gol para fornecer 250 aeronaves, projeto da Vertical Aerospace (VTOL), até 2025. O acordo, cujos valores não foram divulgados, é com a aeronave VA-X4, que começará a operar em 2025. O VA-X4 transportará quatro passageiros e um piloto, a uma velocidade de cerca de 325 km/h e pode percorrer 160 km com uma única carga de bateria.

    Carros voadores
    Foto: Divulgação/Embraer

    A Anac disse que, quando receber os primeiros pedidos para operação no Brasil, terá novidades sobre a certificação desse tipo de aeronave.
    "A Anac tem acompanhado o debate nacional e internacional de como essa nova tecnologia tem sido empregada no setor. No entanto, até o presente momento, a Agência não recebeu nenhuma solicitação formal para a operação dessas aeronaves no mercado brasileiro", declarou a agência.
    O Departamento de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (DECEA), ligado ao Comando da Aeronáutica será o responsável pela operação de eVTOLs. Eles têm uma altitude específica em que estarão voando para garantir a segurança e evitar qualquer aeronave do Comando Aeronáutico, que também deverá definir o número de eVTOLs que podem estar voando simultaneamente.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]