Emboscada: homem é morto em “encontro” no Leste de MG

Segundo a Polícia Militar, a mulher com quem ele marcou o encontro foi detida

Por Plox

26/11/2020 08h40 - Atualizado há mais de 3 anos

Na noite dessa quarta-feira (25), um homem de 31 anos foi morto a tiros em uma emboscada, em um “encontro” marcado com uma mulher, no bairro Loteamento Jardins, em Simonésia, no Leste de Minas Gerais. A mulher com quem ele marcou o encontro foi detida pela Polícia Militar.

Segundo a Polícia Militar (PM), a guarnição foi informada pelo Centro de Operações Policiais que teria ocorrido disparos de arma de fogo, nas proximidades da área de festa da cidade. De imediato, a equipe deslocou para o local, onde deparou com o corpo da vítima caído ao solo, na posição de decúbito ventral. A perícia técnica foi acionada e os militares começaram a levantar informações.

Durante as diligências, os policiais foram informados por uma testemunha que ouviu os estampidos e olhou pela janela, quando avistou um homem correndo em direção a mata, que fica atrás da área de festa. Outra testemunha relatou que uma mulher, de 19 anos, foi vista saindo correndo do local do crime em direção ao Centro da cidade. Os militares realizaram o rastreamento e localizaram a mulher.

De acordo com os policiais, ao ser indagada sobre os fatos a mulher disse, no primeiro momento, que havia marcado um encontro amoroso com a vítima e quando caminhavam na rua lateral da área de festa, um indivíduo saiu do matagal, vestido de roupa preta e encapuzado, de posse de uma arma, e começou a atirar na no homem. ELa então saiu correndo sem olhar para trás.

Conforme relatado pelos policiais, ao ser questionada se poderia mostrar as conversas que teve com o homem, a mulher disse aos policiais que havia apagado a conversa, após sair correndo do local, por medo, mas autorizou uma vistoria em seu celular. Os militares relataram que na galeria de fotos do aparelho, foi encontrado um “print”, no qual mostrava uma conversa entre a mulher e o homem que foi morto, marcando um “encontro” na rua adjacente à área de festa, onde o crime ocorreu.

Ainda segundo os policiais, a mulher explicou que a vítima era usuário de drogas e, há alguns, dias tinha pegado entorpecentes com seu companheiro, de 21 anos, suspeito do crime, e não tinha pagado ou devolvido o material para ele. Com isso, o acusado teria pedido para um outro indivíduo, de 20 anos, resolver, com a ajuda de um outro rapaz, de 19 anos.

A mulher relatou aos policiais achar que eles iriam dar somente um aperto na vítima, agredir, porém, não pensavam que eles iriam matá-lo.

Ainda conforme relatado pelos policiais, a mulher relatou que tem um relacionamento com o indivíduo de 20 anos. Ele pediu para que ela combinasse um encontro com a vítima, que acabou resultando no homicídio. Segundo a coautora, o indivíduo de 19 anos não teve participação no crime, mas certamente sabia o que iria acontecer.

A perícia compareceu no local e realizou os trabalhos de praxe, foram constatadas três perfurações decorrentes de disparo de arma de fogo, sendo duas nas costas e uma no ombro direito.

Os policiais realizaram diligências, porém, nenhum dos envolvidos foram encontrados. Continuam os trabalhos para encontrar os indivíduos.

Diante dos fatos, a mulher foi detida e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil. O celular dela foi apreendido.
 

Destaques