Projeto de R$ 93 milhões para investimentos no Parque Estadual do Rio Doce é apresentado

Os recursos serão aplicados em melhorias de infraestrutura, lazer, turismo e pesquisa dentro da maior área contínua de Mata Atlântica preservada no estado

Por Plox

27/02/2021 09h28 - Atualizado há cerca de 2 meses

Um grande projeto para investimentos no Parque Estadual do Rio Doce (PERD), por meio de recursos da Fundação Renova, foi apresentado na manhã dessa sexta-feira (26) para uma comitiva de lideranças do Vale do Aço. São R$ 93 milhões a serem aplicados em melhorias de infraestrutura, lazer, turismo e pesquisa dentro da maior área contínua de Mata Atlântica preservada no estado.

A reunião foi intermediada pela deputada estadual Rosângela Reis, uma das principais lideranças na conquista dos recursos da Fundação Renova, como forma de reparação pelos danos causados no rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana, em 2015.

 

Foto: divulgação

 

O planejamento foi apresentado pelo gerente-geral do PERD, Vinícius de Assis Moreira. Ele detalhou o plano para investimentos em diferentes atrativos para o parque, tanto nas áreas de lazer, esporte de aventura, ecoturismo e de pesquisa científica.

“Como já temos muitos imóveis e infraestruturas prontas, nosso investimento nessa parte não seria tão alto. Há possibilidade de explorar várias concessões em serviços diversos, desde alimentação até em atividades como stand up paddle. Estudamos expandir a divulgação do parque a nível internacional, para atrair um público com interesse em ecoturismo e até em visitação de pássaros, por exemplo”, afirmou Vinícius.

 

Foto: divulgação

 

Outro ponto abordado foi a necessidade do aprimoramento de legislações e da conclusão em obras de infraestrutura da região, como a conclusão da pavimentação da LMG-760 e da reforma do Aeroporto Regional do Vale do Aço, em Santana do Paraíso.

Segundo a deputada Rosângela Reis, o plano é importante para a recuperação do parque, além de manter a preservação ambiental da reserva, deixando um legado para as gerações futuras. “O Parque do Rio Doce será auto sustentável com os investimentos, atraindo recursos e o desenvolvimento regional. Haverá um impacto positivo para todos os municípios vizinhos”, explicou.

 

Foto: divulgação

 

Estiveram presentes os prefeitos de Timóteo (Douglas Willkys), de Marliéria (Hamilton Lima) e Dionísio (Nando de Chiquito Trajano), além do presidente da Fiemg Vale do Aço, Flaviano Gaggiato e a supervisora da Unidade Regional de Florestas e Biodiversidade (URFBio) do Rio Doce, Adriana Spagnol de Faria.

Também participaram os vereadores de Marliéria Ramon Ferreira, De Lurdes, Zé Chico, Antônio da Lotérica, Laerte Paranhos, Breno e Mario Prata; de Timóteo Luís Perdigão, Reygler, Fabiano, Beto do Estofamento, Thiago Torres; e de Dionísio Lilian Caetano, Edmar da Plantar, Vander do sacolão e Ivanise Cristina.
 

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021