Documentário "Holocausto Brasileiro" estreia na Netflix

o documentário expõe horrores de hospício em Barbacena

Por Plox

27/02/2024 16h46 - Atualizado há cerca de 2 meses

Recentemente lançado na Netflix, o documentário "Holocausto Brasileiro" traz à tona um dos episódios mais sombrios da história brasileira em relação aos direitos humanos. Adaptado do livro da renomada jornalista Daniela Arbex, o filme mergulha nas vivências chocantes de pacientes e trabalhadores do Hospital Colônia de Barbacena, revelando uma realidade marcada por abusos inimagináveis. Este centro psiquiátrico, ativo principalmente entre os anos 1960 e 1980, foi cenário de mais de 60.000 mortes, refletindo uma era de extrema negligência e brutalidade.

Foto: Divulgação

A narrativa destaca como pessoas marginalizadas - incluindo homossexuais, prostitutas e mães solteiras - foram submetidas a tratamentos desumanos sob a supervisão do estado e da sociedade da época. As práticas bárbaras incluíam alimentação forçada com ratos, ingestão de água contaminada e sessões violentas de eletrochoques. O documentário, dirigido por Arbex e Armando Mendz, não apenas documenta essas atrocidades mas também as histórias pessoais de sobreviventes, ex-funcionários e familiares, lançando luz sobre verdades escondidas por mais de cinco décadas.

Em entrevista, Daniela Arbex compartilha insights sobre o desafiador processo de criação do documentário. Ela descreve o impacto profundo de descobrir fotos do hospital tiradas na década de 1960, que lembravam imagens de um campo de concentração. A busca por sobreviventes e a relutância de ex-funcionários do hospital em compartilhar suas experiências foram alguns dos obstáculos enfrentados durante a pesquisa.

A relevância do "Holocausto Brasileiro" se estende aos debates atuais sobre saúde mental e direitos humanos, evidenciando a persistência de práticas discriminatórias e a ameaça de retrocessos na política de saúde mental do Brasil. Arbex enfatiza a importância da conscientização e da luta contra a volta de práticas manicomiais, apontando para a necessidade de um tratamento que respeite a liberdade e a dignidade humana.

Este documentário serve como um lembrete crucial da importância de enfrentar e aprender com as sombras do passado, garantindo que tais horrores nunca se repitam.

Destaques