Bolsonaro critica decisão do STF sobre descriminalização da maconha

Bolsonaro também destacou a importância de respeitar o poder responsável pela representação popular: "Por fim, que o Poder responsável pela representação popular seja respeitado."

Por Plox

27/06/2024 07h19 - Atualizado há 24 dias

Na quarta-feira (26), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) expressou sua indignação nas redes sociais quanto à descriminalização da maconha, decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia anterior. Bolsonaro afirmou que a medida representa um duro golpe para as famílias brasileiras afetadas pelas consequências negativas das drogas.

"A legalização das drogas é uma flechada no peito das famílias brasileiras que sofrem em decorrência dos males desta matéria, além de trazer forte desmoralização ao trabalho das Forças de Segurança", disse Bolsonaro. Ele argumentou que nenhum país que optou pela legalização das drogas viu melhorias em seus índices sociais, apontando para o aumento do tráfico, fortalecimento dos criminosos e crescimento de casos de lesões cerebrais incapacitantes como consequências negativas.

O STF decidiu que o porte de maconha para consumo próprio não será mais considerado crime, com os ministros Gilmar Mendes, Rosa Weber (aposentada), Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Cármen Lúcia votando a favor da descriminalização. Cristiano Zanin, Kassio Nunes Marques e André Mendonça votaram contra a medida.

Bolsonaro também destacou a importância de respeitar o poder responsável pela representação popular: "Por fim, que o Poder responsável pela representação popular seja respeitado."

Destaques