Inflação do aluguel acumula alta de 0,81% em junho e 2,45% em 12 meses

Variação do IGP-M em junho é menor que em maio, mas mantém alta acumulada nos últimos 12 meses.

Por Plox

27/06/2024 09h38 - Atualizado há 16 dias

Mercado (IGP-M) registrou uma inflação de 0,81% em junho de 2024, conforme divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Esse indicador, frequentemente utilizado como referência para ajustes em contratos de aluguel, apresentou uma taxa inferior à observada em maio deste ano, que foi de 0,89%.

Foto: Pixabay/ Reprodução

Em comparação com junho de 2023, quando o IGP-M teve uma deflação de 1,93%, a variação de preços deste ano reflete uma mudança significativa. No acumulado do ano, o índice atingiu uma inflação de 1,10% e, nos últimos 12 meses, a alta foi de 2,45%.

Os três subíndices que compõem o IGP-M apresentaram inflação em junho, com variações distintas. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que avalia a variação de preços no atacado, registrou uma inflação de 0,89%, abaixo do 1,06% de maio.

Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a variação de preços no varejo, teve um aumento, passando de 0,44% em maio para 0,46% em junho. Similarmente, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) também subiu, de 0,59% em maio para 0,93% em junho.

Esses resultados mostram a persistente pressão inflacionária em diversas áreas, impactando diretamente o custo de vida dos consumidores, especialmente no que diz respeito aos aluguéis, uma das despesas mais significativas para as famílias brasileiras.

Destaques