Samuel Rosa lança primeiro álbum solo após fim do Skank

Ex-vocalista mantém essência musical da banda com dez canções sobre o amor

Por Plox

27/06/2024 09h57 - Atualizado há 16 dias

Samuel Rosa, ex-vocalista da banda mineira Skank, lança seu primeiro álbum solo, "Rosa", nesta quinta-feira nas plataformas digitais. O novo trabalho surge 15 meses após o show de despedida do Skank no Mineirão.

Foto: reprodução/Instagram

"Isso aí é uma luta que eu não vou ganhar", admite Rosa sobre se desvincular completamente de sua antiga banda, enfatizando que o novo projeto é uma continuidade de sua trajetória musical. O álbum "Rosa" apresenta dez músicas que exploram diversas fases do amor, abordando temas como frustração, culpa, entusiasmo, alegria e dor.

A conexão com o Skank
Rosa, que foi compositor, vocalista e guitarrista do Skank por três décadas, não se incomoda com a intersecção entre seu novo trabalho e sua antiga banda. Ele vê essa fase como uma continuação natural de seu legado musical. "A minha busca agora é meramente me exercer, enquanto uma pessoa que conseguiu um resultado interessante, razoável, de fazer músicas populares", afirma.

O álbum "Rosa" reflete essa continuidade, com todas as músicas abordando o amor em suas várias formas. Rosa explica que o amor é um tema central na música popular e que sua carreira no Skank também seguiu essa linha. "Noventa e cinco por cento do que é feito na música popular é sobre o amor", destaca.

Processo criativo e disciplina
Durante a produção do álbum, Rosa adotou uma rotina disciplinada de composição, isolando-se no quarto de sua filha para criar músicas diariamente. Ele compara seu processo ao do escritor Jack Kerouac, que valorizava a disciplina e a repetição na criação artística. "Quanto mais você exercita, mais fluido vem aquilo que é precioso", observa.

O resultado dessa dedicação foi um álbum produzido em um curto período de um mês e meio, com mais músicas do que as dez escolhidas para o disco final. Rosa se orgulha da fluidez do processo criativo e da capacidade de experimentar novos formatos de composição e arranjo.

Autonomia e novos desafios
Agora, tomando sozinho as decisões artísticas, Samuel Rosa reconhece o peso dessa responsabilidade, mas afirma estar em paz com seu caminho. "Eu tinha uma obrigação comigo mesmo, uma satisfação a me dar: de ser dono de mim nessa reta final", resume.

Para os fãs, Rosa garante que continuará cantando sucessos do Skank em seus shows, como "Resposta", "Dois Rios", "Ainda Gosto Dela" e "A Balada do Amor Inabalável". Ele se inspira em Sting, que incorporou músicas do The Police em seu repertório solo, proporcionando aos fãs a sensação de estar no melhor lugar do mundo em seus shows.

Turnê pelo país
Samuel Rosa já se prepara para uma nova turnê pelo Brasil, levando seu álbum solo "Rosa" aos palcos e continuando a encantar o público com sua música.

 

 

 

Destaques