Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Anvisa recomenda exigências contra covid para entrada no Brasil, mas Bolsonaro é contra

    Uma das exigências é os passageiros que não estiverem vacinados deverão realizar a quarentena e apresentar teste

    Por Plox

    27/11/2021 00h49 - Atualizado há cerca de 2 meses

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou ao Governo Federal que a vacinação contra o coronavírus seja obrigatória para entrada no Brasil, comprovada através de um certificado de vacinação. As orientações vieram através de duas notas técnicas publicadas nessa quinta-feira (25) e enviadas à Casa Civil e aos ministérios da Saúde, da Infraestrutura e da Justiça.

    A Anvisa ressalta a necessidade das aplicações das medidas, especialmente, neste fim de ano e período de férias, em que a quantidade de turistas estrangeiros no país aumenta. O objetivo é diminuir a possibilidade da entrada de visitantes contaminados pela Covid-19  agora que novas variantes surgem pelo mundo. 

     

     

    A agência orienta que os passageiros que estiverem vacinados possam entrar no Brasil por via aérea sem quarentena, desde que apresentem a Declaração de Saúde do Viajante (DSV), teste PCR (72 horas antes do embarque) ou teste antígeno (24 horas antes do embarque) e que tenham sido vacinados com a segunda dose ou a dose única da vacina aplicada há pelo menos 14 dias antes da entrada no país. 

    Os passageiros que não estiverem vacinados deverão realizar a quarentena e apresentar a DSV e um dos testes, conforme mencionado anteriormente.

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que ele não interfere na Anvisa, mas que por ele o país não teria fronteira fechada. "Na minha parte, não decido, não mando na Anvisa, [mas] a gente não teria fronteira fechada. Tem a questão da economia, turismo, um montão de coisas. E o vírus, já falei para vocês, tem de conviver com ele”, afirmou o presidente.


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]