Deportação Internacional: cinco criminosos brasileiros presos no aeroporto de confins

Quatro mineiros e um catarinense, procurados pela Interpol, retornam ao Brasil após deportação dos EUA

Por Plox

28/01/2024 09h20 - Atualizado há 6 meses

Cinco homens foragidos da justiça brasileira, quatro mineiros e um catarinense, foram presos na noite de sexta-feira (27 de janeiro) no Aeroporto Internacional de Confins. Esses indivíduos, que haviam cometido diversos crimes no Brasil e fugido para os Estados Unidos, foram deportados e capturados pela Polícia Federal brasileira.

 Foto: Polícia Federal/Divulgação

Entre os extraditados, um homem de Campanário, no Vale do Mucuri, condenado a nove anos por estupro e cárcere privado em 2013 contra sua ex-namorada. Outro, oriundo de Santa Rita do Itueto, no Vale do Rio Doce, recebeu pena de oito anos por estupro de menor em 2012.

Os dois outros mineiros, provenientes do Vale do Aço, enfrentam condenações severas. Um de Caratinga, sentenciado a nove anos de reclusão por tráfico de drogas em 2017, e o último, de Ipatinga, com mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal do município por porte ilegal de arma de fogo com numeração raspada e munição de uso restrito.

O catarinense, de 62 anos, natural de Blumenau, foi condenado a 12 anos de prisão por cometer, pelo menos, três estupros em 2018, em Florianópolis.

Esses foragidos internacionais foram detidos pela Immigration and Customs Enforcement, autoridade de Imigração dos Estados Unidos, após serem identificados como procurados pela Interpol. A Polícia Federal informou que, após exames de corpo de delito, dois serão enviados ao Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, e os três restantes para o Presídio Inspetor José Martinho Drumond em Ribeirão das Neves, ficando sob a custódia da justiça brasileira.

Destaques