Bolsonaro defende legalidade de Estado de Sítio e nega acusações de golpe

Durante visita a hospital para exames, ex-presidente reitera que medidas durante seu mandato estavam dentro da constitucionalidade

Por Plox

28/02/2024 13h45 - Atualizado há cerca de 1 mês

Na manhã desta quarta-feira (28/02), o ex-presidente Jair Bolsonaro chegou ao Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para realizar exames de rotina. Em declarações à imprensa, Bolsonaro abordou as acusações de tentativa de golpe durante seu mandato, enfatizando a legalidade do estado de sítio como recurso constitucional e negando ter tomado qualquer ação para implementá-lo.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Declarações e Defesa

Bolsonaro argumentou que o estado de sítio exige a convocação dos conselhos da República e da Defesa, algo que, segundo ele, não foi iniciado. “Nada disso foi feito, sequer o primeiro passo foi dado,” afirmou o ex-presidente, insistindo na natureza constitucional das medidas e na ausência de crime caso tivessem sido adotadas legalmente.

Contexto Médico e Político

Desde o ataque a faca que sofreu em 2018, Bolsonaro tem realizado exames anuais para monitorar sua saúde, especialmente as complicações intestinais resultantes do atentado. O ex-presidente também mencionou sua participação em um ato na Avenida Paulista, onde negou as acusações de golpe e pediu anistia para os envolvidos nos atos de 8 de janeiro em Brasília, buscando uma "pacificação" no país.

Destaques