Musa do OnlyFans é ameaçada por vizinha após receber delivery com pijama curto

No dia seguinte do ‘flagra’, Lary foi repreendida ao receber o bilhete

Por Plox

28/02/2024 09h23 - Atualizado há cerca de 1 mês

A influencer +18 Lary Cubas expôs nas redes sociais o bilhete de uma vizinha pedindo para que ela deixasse de circular com roupas curtas pelo prédio. A Musa do OnlyFans diz que tudo começou quando recebeu um pedido de delivery com seu pijama.
“Desci como estava em casa, de pijama e chinelo. Quando sai no elevador, a tal vizinha estava chegando com o marido. Ele não tirou o olho de mim. Acho que ali começou a confusão. Gostosofobia é real, não é a primeira vez que tentam me censurar, que tentam me dizer o que posso ou não usar. Parece bobeira, mas é horrível. Me sinto culpada, humilhada”, desabafa.

Foto: Divulgação / reprodução



No dia seguinte do ‘flagra’, Lary foi repreendida ao receber o bilhete. “Se for descer por aí, coloque uma roupa decente. Ninguém é obrigada a ficar olhando para a sua bunda. Respeita quem mora aqui, respeite quem é casado. Na próxima você será expulsa daqui, só te prometo isso”, escreveu em tom ameaçador.
A Musa do OnlyFans conta que a vizinha não assinou o bilhete, mas suspeita de quem seja. Aliás, Lary entrega que o marido dela - se for realmente - inclusive é assinante das suas plataformas adultas. “Mal sabe que ele já me conhece da internet e já viu tudo”, debocha. “E não vou admitir qualquer ameaça, se o condomínio me multar, vou expor tudo e recorrer. Não vou pagar um centavo”, avisa.
Para a influencer, não houve exageros. Ela diz que não teve a intenção de expor ninguém, nem de causar constrangimento. Além disso, não estava gravando para as suas plataformas adultas, nem se exibindo propositalmente. Além disso, as fotos do 'flagra' circularam entre os moradores, vazando inclusive em grupos.
“A questão não é só o ciúme da mulher com o marido. Vai muito além. As mulheres não suportam ver gostosas por aí. Elas se incomodam, querem expor, criticar e julgar. Isso é gostosofobia e não podemos normalizar. Além do mais, minha roupa não era escandalosa, era curta, assim como qualquer shortinho de verão. Estou tranquila e não vou me calar. Se a multa chegar, vai ter barraco”, avisa.

Destaques